15 de agosto de 2017 às 10:26h

Compesa não será privatizada, assegura governo do Estado

Durante audiência pública na Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (Alepe), o presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, garantiu que a companhia não será privatizada e que essa  decisão foi tomada pelo governador Paulo Câmara. A meta é ampliar os serviços de saneamento, mas sem abrir mão do controle da gestão por parte do Estado.
 
No debate, Tavares esclareceu sobre os projetos estruturadores traçados pelo governo de Pernambuco para universalizar os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário e qual o papel  da companhia no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), lançado pelo governo Federal e que conta com a participação de 18 estados da federação.
 
Entretanto, de acordo com o gestor, diante da escassez de recursos públicos para ampliar a cobertura dos serviços de saneamento, há necessidade real de investimentos privados e da união de forças de vários setores da sociedade para o fortalecimento do saneamento. Além disso, o setor precisa ainda de outras iniciativas, como a centralização dos recursos para saneamento, que hoje está pulverizada em várias fontes (OGU, FGTS, BNDES, CAIXA, Ministérios das Cidades, da Saúde, do Turismo, da Integração) e  acesso às novas linhas de saneamento.
  
Atualmente, 20 estados no Brasil possuem menos do que 50% de esgotamento sanitário. Em Pernambuco, o índice de cobertura dos serviços de coleta e tratamento de esgoto é de 24%, enquanto que na Região Metropolitana do Recife chega a 33% e na  cidade do Recife, o índice é de 42%. “Isso é uma demonstração da falência do modelo vigente. Precisamos arrumar outras fontes de investimento e Pernambuco está preparado para isso, já temos vários investimentos financiados pelo Banco Mundial e Banco Interamericano, por exemplo, tendo sempre o controle do Estado”, afirmou Tavares.
 

15 de agosto de 2017 às 09:56h

Governador do Rio Grande do Norte é alvo de operação da PF


 
Cerca de 70 agentes da Polícia Federal (PF) participam, desde as primeiras horas da manhã de hoje (15), de uma operação que apura a prática de supostos crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça por agentes públicos do Rio Grande do Norte. Entre os alvos da Operação Anteros estão o governador Robinson Faria (PSD) e dois auxiliares de sua confiança – Adelson Freitas dos Reis e Magaly Cristina da Silva.
 
Onze mandados judiciais expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) estão sendo cumpridos, sendo nove de busca e apreensão e dois de prisão. Dois imóveis residenciais pertencentes a Faria, a governadoria, no Centro Administrativo do estado, e a Assembleia Legislativa estão entre os locais onde os policiais federais recolheram documentos e provas para análise.
 
Faria é investigado por suspeita de fraudes na contratação de funcionários da Assembleia Legislativa a partir de 2006, época em que presidia o Parlamento. Faria também é suspeito de tentar comprar o silêncio de um dos delatores da Operação Dama de Espadas, deflagrada em agosto de 2015.
 
Em maio, ao denunciar 24 pessoas investigadas na Operação Dama de Espadas, o Ministério Público afirmou que os desvios dos cofres da Assembleia Legislativa podem superar os R$ 5,5 milhões. Segundo as autoridades, os recursos públicos eram desviados por meio da inclusão de funcionários fantasmas na folha de pagamento da assembleia.
 
Como o processo corre em segredo de Justiça, a PF e o STJ não divulgaram mais detalhes sobre a operação.
 
Da Agência Brasil
 

15 de agosto de 2017 às 09:44h

Recadastramento dos Aposentados e Pensionistas termina hoje (15)




Termina nesta terça-feira (15), o recadastramento 2017 para os servidores aposentados e pensionistas do Instituto de Previdência do Município de Caruaru – CaruaruPrev.
 
Quem ainda não fez o recadastramento, deve se dirigir à sede do CaruaruPrev, sito à Av. Rio Branco, 315, no horário das 08:00 às 12:00.
 

15 de agosto de 2017 às 09:42h

Voo Recife-Bogotá coloca Pernambuco como maior operador do Nordeste

Com o novo voo Recife-Bogotá, operado pela Avianca, Pernambuco está na liderança do Nordeste quanto o assunto é conexão aérea. O novo trecho foi lançado oficialmente em solenidade no Palácio do Campo das Princesas, pelo governador Paulo Câmara e o vice-presidente da Avianca, Tarcisio Gargioni.
 
“Estamos avançando em relação à política do turismo e confiantes de que a estratégia de atração de turistas, seja o turismo de lazer ou de negócios, tem conseguido ter êxito. É só ver a movimentação dos aeroportos. Pernambuco tem se destacado por ser o único Estado que tem aumentado a quantidade de passageiros que transitam no seu aeroporto. Isso gera renda, emprego e vai ao encontro de divulgar Pernambuco”, afirmou o governador.
 
O Termo de Acordo assinado prevê a inserção da Avianca na Lei nº 15.855. A legislação prevê o benefício de redução de base de cálculo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide na aquisição do Querosene de Aviação (QAV), diminuindo a carga tributária de 25% para 18% para o transporte aéreo de carga ou de passageiros.
 
Com mais de sete milhões de habitantes residindo em Bogotá e 8,5 milhões de habitantes na Região Metropolitana, a capital colombiana é considerada a 4ª mais populosa cidade da América do Sul, superada somente por São Paulo, Rio de Janeiro e Buenos Aires. Além da nova conexão para Bogotá, Pernambuco também tem voos diretos para Lisboa (TAP), Montevidéu (GOL), Buenos Aires (LATAM e GOL), Cabo Verde (TACV), Frankfurt (Condor), Cidade do Panamá (Copa Airlines), Miami (Latam), Milão (Meridiana), Orlando (Azul) e Munique (Condor).
 
O vice-presidente da Avianca, Tarcisio Gargioni, detalhou que, a partir de agora, a companhia aérea trabalhará para vencer os trâmites para que o voo seja inaugurado já na primeira semana de dezembro. “Vamos começar a trabalhar junto às autoridades da Colômbia para obter, por exemplo, autorizações e slots (horários de voo). Mas imaginamos um voo saindo de Pernambuco às 20h e o voo de volta às 9h da manhã”, explicou Gargioni, acrescentando que ainda está em discussão qual o melhor dia da semana para o voo.
 

15 de agosto de 2017 às 09:27h

Deputados reiniciam hoje votação de mudanças no sistema político-eleitoral

A Comissão Especial da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/03, que trata de mudanças no sistema político-eleitoral, retoma hoje (15) a votação das sugestões de alteração ao texto do substitutivo apresentado pelo relator da reforma política na Câmara, deputado Vicente Cândido (PT-SP).
 
Estão pendentes de votação dois destaques. Um visa retirar a permissão para que um candidato dispute mais de um cargo, majoritário e proporcional, em um mesmo pleito. O outro destaque pretende suprimir o artigo que estabelece que o suplente de senador seja o deputado federal mais votado do partido.
 
Os membros da comissão aprovaram na última semana o texto base do relator, mas incluíram na proposta o voto majoritário, conhecido como distritão, pelo qual ganha o candidato que receber mais votos. O novo modelo valeria para as eleições de 2018 e 2020, como uma transição para a adoção do voto distrital misto em 2022.
 
O chamado distritão permite que deputados federais, estaduais, distritais e vereadores, antes eleitos de forma proporcional considerando os partidos e coligações, passem a ser escolhidos pelo número absoluto de votos, da mesma forma como são eleitos prefeitos, governadores e o Presidente da República.
 
No relatório inicial, Cândido propôs a manutenção do sistema atual para 2018 e 2020 e, a partir de 2022, a adoção do voto distrital misto, que combina votos majoritários e em lista preordenada dos partidos. A sugestão, no entanto, foi rejeitada pela maioria dos deputados da comissão.
 
Do texto original proposto pelo relator, os deputados aprovaram a criação de um fundo público com a previsão de R$ 3,6 bilhões para financiar as campanhas eleitorais a partir do ano que vem. Os parlamentares mantiveram também a sugestão de estabelecer um mandato temporário de 10 anos para ministros do Poder Judiciário.
 
Além de rejeitar o sistema eleitoral proposto por Cândido, os deputados também divergiram da proposta de extinguir os cargos de vice para os cargos de prefeito, governador e Presidente da República, além da forma de eleição de vereadores a partir do sistema distrital misto.
 
Concluída a votação na comissão especial, a proposta deve seguir para plenário. Como se trata de emenda à Constituição, para ser aprovada precisa de pelo menos 308 votos do total de 513 deputados.
 
Financiamento privado e coletivo – Ainda nesta terça-feira, após o encerramento da votação da PEC 77/03, os deputados podem retomar a análise de um projeto de lei ordinária que altera a legislação eleitoral e partidária que está sob análise em outra comissão especial que trata da reforma política. Cândido também é relator desta comissão.
 
O deputado apresentou no semestre passado três relatórios parciais, dos quais dois já foram aprovados pela comissão. O primeiro propõe a regulamentação dos mecanismos de democracia direta, como referendos, plebiscitos e a apresentação de projetos de iniciativa popular.
 
O segundo relatório já apreciado pela comissão uniformiza em 4 meses os prazos de desincompatibilização ou afastamento de candidatos de diferentes cargos ou funções públicas.
 
O terceiro é o que está pendente de votação e trata das novas regras para financiamento privado das campanhas eleitorais. De acordo com o voto do relator, as doações de pessoas físicas em dinheiro ficam fixadas, em 2018, a 10% dos rendimentos brutos do doador.
 
Limite – O valor não pode ultrapassar o total de R$ 10 mil para cada cargo em disputa. Há ainda a previsão de coleta de recursos por meio do chamado crowdfundig, financiamento coletivo na internet.
 
Na última versão protocolada pelo relator, também figura a proposta de criação da habilitação prévia das candidaturas. A ideia é antecipar o processo de registro dos candidatos para dar mais tempo para a Justiça Eleitoral julgar todas as candidaturas antes das datas do pleito.
 
Nesse período de pré-registro, o candidato pode ser atingido pela Lei da Ficha Limpa. O projeto também prevê a possibilidade de propaganda eleitoral paga na internet.
 
As mudanças eleitorais analisadas nesta comissão serão apresentadas por meio de projeto de lei, por não envolverem alterações na Constituição. O projeto também deve ser apreciado em plenário
Fim das coligações – A Câmara ainda tem uma terceira comissão especial que analisa mudanças no sistema político-eleitoral e deve voltar a se reunir na próxima quinta-feira (17). É a comissão da Proposta de Emenda à Constituição – PEC – 282/2016, que propõe o fim das coligações partidárias para eleições proporcionais, estabelece normas sobre fidelidade partidária e acesso dos partidos políticos aos recursos do fundo partidário.
A relatora proposta é a deputada Sheridan (PSDB-RR), que apresentou o parecer na última semana. O projeto substitutivo apresentado pela parlamentar prevê a formação da federação de partidos que tenham o mesmo programa ideológico no lugar das coligações partidárias que vigoram atualmente nas eleições proporcionais.
 
O substitutivo estabelece ainda que não há obrigatoriedade de vinculação entre as candidaturas em âmbito nacional, estadual, distrital ou municipal.
 
Outro ponto que Sheridan incorporou à proposta foi a perda do mandato em caso de desfiliação partidária, inclusive para suplentes e detentores dos cargos de vice-presidente, vice-governador ou vice-prefeito. A deputada propõe que este ponto, se aprovado, já deve valer a partir do resultado das eleições do ano que vem.
 
Cláusula de desempenho – De acordo com o substitutivo elabora pela deputada, a partir de 2030, somente os partidos que obtiverem no mínimo 3% dos votos válidos, distribuídos em pelo menos um terço dos estados , terão direito aos recursos do Fundo Partidário. Para terem acesso ao benefício, os partidos também deverão eleger pelo menos 18 deputados distribuídos em pelo menos um terço dos estados.
 
O mesmo critério será adotado para definir o acesso dos partidos à propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. A mudança, no entanto, será gradual, começando pelo piso de 1,5% dos votos válidos nas eleições de 2018, chegando a 2%, em 2022, e a 2,5% em 2026, até alcançar o índice permanente de 3% em 2030.
 
Os membros da comissão devem voltar a se reunir na próxima quinta-feira (17), depois de respeitado o prazo de duas sessões no plenário em cumprimento ao pedido de vista coletivo feito na semana passada pelos deputados.
 
A expectativa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é que pelo menos o conjunto de propostas da reforma política já esteja apto para apreciação em plenário a partir da semana que vem.
O objetivo é votar as mudanças eleitorais na Câmara até o fim de agosto e encaminhá-las o quanto antes ao Senado. Para que as novas regras tenham validade nas eleições do ano que vem, os projetos devem ser aprovados pelo Congresso até o dia 7 de outubro.
 
Da Agência Brasil
 

14 de agosto de 2017 às 11:46h

Mais de R$ 20 milhões são gerados 24ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana


 
Durante a 24ª Rodada de Negócios da Moda Pernambucana (RNMP) foram gerados cerca de 20 milhões em negócios, mais de um milhão de peças comercializadas e quase quatro mil pedidos gerados. Durante os três dias de evento passaram pelo local aproximadamente 500 compradores e mais de 1.340 visitantes.
 
Após 12 anos de realização, a Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic) e o Sebrae em Pernambuco estão sendo inovando e gerando atrativos para os clientes. Na 24ª edição, as novidades começaram pela nova identidade visual do evento. Com o novo espaço, a Rodada de Negócios passou a disponibilizar cinco ambientes de exposição dos portfólios dos profissionais de moda (um estilista, um coletivo de styling, uma produtora de moda, uma consultora de moda e um estúdio de design de estampas), de seus produtos e uma exposição plástica e estética do conceito de moda para visitação.
 
Para o presidente da Acic, Pedro Miranda, a soma das novas propostas agregou mais interesse de participantes e visitantes pela mais recente edição do evento. “Avaliamos que os resultados da 24ª RNMP foram muito positivos, pois cumprimos todo o planejamento. Ampliamos a área de exposição com um novo layout, que proporcionou mais conforto e funcionalidade para expositores e compradores. Inovamos com a Alameda dos Profissionais, um novo espaço voltado para as pessoas que têm interesse em moda, mas não fazem parte da comercialização. Proporcionamos um happy hour regional para os expositores e compradores e ainda preparamos uma equipe para acompanhar todo o período pós-venda. Além disso, iniciamos as discussões no Comitê Gestor para implantação de novas medidas para fazer a próxima edição ainda melhor e maior”, enfatizou.
 
A participação de uma empresa de Goiânia foi outra novidade que acrescentou mais opções aos compradores que vieram de todas as regiões do País. Assim, o mix de expositores aumentou e empresas dos estados da Paraíba, do Ceará, do Rio Grande do Norte e de Goiás se somaram às representantes de Pernambuco na Rodada de Negócios. Fornecedoras de peças de surf wear/street wear, praia, fitness, moda íntima, bebê/infantil, jeans, moda feminina, moda masculina e de calçados e acessórios, as expositoras lançaram suas coleções primavera/verão 2018 e apresentaram as tendências para as estações mais quentes do ano.
  
A Rodada de Negócios da Moda Pernambucana contou com o patrocínio do Banco do Nordeste e do Governo Federal e com o apoio do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Pernambuco (Sindivest-PE), da Associação Comercial e Industrial de Toritama (Acit), da Associação Comercial e Empresarial de Surubim (Aciasur) e da Associação Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe (Ascap) na realização da 24ª edição. 
 


14 de agosto de 2017 às 11:40h

Ministro das Cidades anuncia R$ 5,25 milhões para obras do MCMV em Água Preta

Nesta segunda-feira (14), o ministro das Cidades, Bruno Araújo, anuncia em Água Preta (PE), a suplementação de R$ 5,25 milhões de recursos para a retomada de obras do “Programa Minha Casa, Minha Vida” (PMCMV) no município. Ao todo, 252 unidades sofreram intensas avarias após serem invadidas.
  
Os recursos serão destinados para recuperação de parte das unidades habitacionais de 3 módulos contíguos do Projeto Água Preta, com total de 1.109 unidades habitacionais. O empreendimento é integrante da Operação Reconstrução, realizada em 2010, para atender aos desabrigados das enxurradas ocorridas nesse ano.
 

14 de agosto de 2017 às 11:35h

BNDES registra lucro líquido de R$ 1,34 bilhão no 1º semestre

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) registrou lucro líquido de R$ 1,34 bilhão no primeiro semestre de 2017. De acordo com o banco, houve recuperação em relação ao mesmo período de 2016, quando houve prejuízo líquido de R$ 2,17 bilhões. O resultado bruto com participações societárias – que passou de uma perda de R$ 4,92 bilhões, entre janeiro e junho de 2016, para um ganho de R$ 1,42 bilhão no mesmo período de 2017 – influenciou positivamente o balanço.
 
No que diz respeito aos papéis da JBS, a BNDESPAR – subsidiária do banco – decidiu realizar os cálculos para verificação do valor recuperável (teste de impairment) apenas no segundo semestre de 2017, devido à grande volatilidade no valor das ações da empresa no período recente.
 
Carteira de crédito – Na carteira de crédito e repasses líquida, houve redução de 4,6% no primeiro semestre de 2017, equivalente a R$ 27,83 bilhões, pelo fato de as liquidações das operações terem superado os desembolsos realizados no período e por causa do aumento de R$ 4,16 bilhões da provisão para risco de crédito. Com isso, a disponibilidade financeira cresceu 58,2% no primeiro semestre de 2017.
 
Ativos e patrimônio – O ativo do Sistema BNDES totalizou R$ 883,64 bilhões em 30 de junho de 2017, com crescimento de R$ 7,5 bilhões (0,9%) no semestre, impactado pelos rendimentos das carteiras de crédito e de tesouraria; captações de recursos do FAT e da emissão, em maio, de green bonds no valor de US$ 1 bilhão.
 
No primeiro semestre de 2017, o patrimônio líquido teve redução de R$ 5 bilhões, reflexo do ajuste de avaliação patrimonial negativo das carteiras de participações em sociedades não coligadas e de títulos e valores mobiliários, que alcançou R$ 4,22 bilhões, e do pagamento de dividendos complementares relativos ao lucro líquido de 2016, no valor de R$ 2,12 bilhões. Dessa forma, o total de dividendos pagos ao Tesouro Nacional, relativos ao lucro de 2016, alcançou R$ 3,64 bilhões, atingindo o limite de 60% previsto na nova política de dividendos do BNDES aprovada no início deste ano.
 


14 de agosto de 2017 às 11:27h

Raquel Lyra reúne empresários para apresentar o Programa Juntos

Nesta terça-feira (15), a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, reúne empresários de todo o Estado para o lançamento do “Programa Juntos pelo Desenvolvimento Sustentável”. O encontro será realizado, às 14h, no Centro de Convenções do Senac. A meta é implementar boas práticas do setor privado no setor público em benefício das pessoas.
 
“O Juntos reúne alguns dos maiores líderes brasileiros do setor privado, empenhados em investir recursos financeiros, experiências e competências técnicas, com a proposta de mostrar que a iniciativa privada, a sociedade e os municípios, unidos, podem investir em inovação, promovendo impactos realmente transformadores na realidade dos municípios brasileiros”, detalha a prefeita.
  
Em parceria com a Prefeitura de Caruaru, serão desenvolvidas, inicialmente, ações que buscarão o equilíbrio fiscal do município. Para se ter ideia, até 2016, em cada R$ 1 investido pelo Programa Juntos, houve o retorno de R$ 40,87 para a cidade – valores que se materializam em benefícios para a população, principalmente em áreas de maior demanda, como educação, saúde e melhorias urbanas.
 
Em Pernambuco, apenas Caruaru e Petrolina entraram neste seleto grupo. O Juntos também está presente nas cidades de São Paulo (SP), Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Campinas (SP), Curitiba (PR), Juiz de Fora (MG), Paraty (RJ), Pelotas (RS), Santos (SP), Teresina (PI), Itirapina (SP) – atingindo mais de 24 milhões de cidadãos.
 
Seleção – Participar do programa Juntos pelo Desenvolvimento Sustentável o prefeito deve ter ficha limpa, a cidade precisa ter características territoriais, geográficas e populacionais heterogêneas e diversificadas e a prefeitura deve ter capacidade de disseminação dos resultados, para a replicabilidade das ações.
 

14 de agosto de 2017 às 11:21h

TJPE celebra 195 anos de existência

Nesta segunda-feira (14), Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) comemora os 195 anos da instituição. Entre as ações comemorativas estão uma missa, na Igreja da Ordem Terceira de São Francisco e a entrega do Diploma de Honra ao Mérito Judiciário e da Medalha do Mérito Judiciário Desembargador Joaquim Nunes Machado. A honraria é destinada a magistrados, servidores e personalidades que contribuem para a Justiça e para a pacificação social. 
 
Entre os agraciados, estão: o desembargador Demócrito Filho; o decano do Supremo Tribunal Federal, ministro José Celso de Mello Filho; o corregedor-geral da Justiça Federal, ministro Mauro Campbell; o presidente do Colégio Permanente de Diretores de Escolas Estaduais da Magistratura (Copedem), desembargador Antônio Rulli Júnior; o juiz federal Sérgio Moro; a Associação Comunidade Obra de Maria; o vice-governador Raul Henry; o procurador-geral de Justiça de Pernambuco, Francisco Dirceu Barros.
 
Também recebem a secretária estadual da Mulher, Sílvia Maria Cordeiro; o presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi; o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Ranilson Brandão Ramos; o educador Divaldo Franco; o padre Francisco Caetano Pereira; os advogados José Henrique Wanderley Júnior Filho e Márcio José Alves de Souza; a Orquestra Criança Cidadã; a secretária de Esportes do Recife, Yane Marques; e o conselheiro distrital de Fernando de Noronha, Milton Luna da Silva. Confira a lista completa com os nomes dos homenageados AQUI.
 
À tarde, às 14h30, o desembargador-presidente Leopoldo Raposo faz o plantio simbólico de uma muda de ‘cássia de sião’ na calçada do Edifício Paula Baptista. Isso será possível porque o TJ pernambucano recebeu 90 mudas de palmeiras imperial e indiana e de cássia, vindas da Sementeira da Prefeitura do Recife, para ornamentação do Palácio. As demais serão plantadas em fóruns do TJPE. 
 
Encerrando as atividades, o Coral do Tribunal de Justiça de Pernambuco – que retomou as atividades por incentivo do desembargador Leopoldo Raposo após dez anos longe dos palcos – realiza um recital comemorativo. A apresentação, no Salão dos Passos Perdidos, ocorre em parceria com os músicos da Orquestra Criança Cidadã. Por fim, acontece o corte do bolo de aniversário de 195 anos do TJPE. 
 

14 de agosto de 2017 às 10:43h

Mercado financeiro eleva para 3,5% projeção de inflação este ano


 
O mercado financeiro aumentou pela quarta semana seguida a projeção para a inflação este ano, após o aumento da tributação sobre combustíveis. Desta vez, a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu de 3,45% para 3,5%. A estimativa consta do boletim Focus, uma publicação divulgada no site do Banco Central (BC) todas as semanas, com projeções para os principais indicadores econômicos.
 
Para 2018, a projeção para o IPCA é mantida de 4,2%, há quatro semanas consecutivas. As estimativas para os dois anos permanecem abaixo do centro da meta de 4,5%, que deve ser perseguida pelo BC. Essa meta tem ainda um intervalo de tolerância entre 3% e 6%.
 
Selic – Para alcançar a meta, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 9,25% ao ano. Quando o Copom aumenta a Selic, a meta é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.
Já quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação.
 
A expectativa do mercado financeiro para a Selic ao final de 2017 e de 2018 segue em 7,50% ao ano. A estimativa do mercado financeiro para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país), foi mantida em 0,34%, este ano, e em 2%, em 2018.
 
Da Agência Brasil
 

14 de agosto de 2017 às 10:27h

Exame de certificação de competências de jovens e adultos abrirá inscrição em Caruaru

Em Caruaru, estudantes que desejam concluir o Ensino Fundamental e Médio poderão se inscrever para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), através do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).
  
As inscrições são gratuitas e ficarão abertas até o dia 18 de agosto. As provas terão 30 questões de múltipla escolha para área de conhecimento. Os candidatos têm de atingir a pontuação mínima de 50 pontos para serem aprovados. Na redação, que vale 10 pontos, os inscritos têm de chegar aos 5 pontos.
  
O exame é a ferramenta mais adequada para avaliar as pessoas que não tiveram a oportunidade de concluir os estudos em idade apropriada. Para pleitear a certificação para o Ensino Fundamental, o aluno deve ter no mínimo 15 anos. Já para o Ensino Médio, a idade mínima exigida é de 18 anos.
  
O edital e informações sobre os locais de provas estão disponíveis no site do Inep.