11 de Maio de 2018 às 09:26h

Unidades do MPF em Pernambuco passam por correição

As unidades de 1ª instância do Ministério Público Federal (MPF) em Pernambuco, passarão por uma inspeção da Comissão da Correição Ordinária da Corregedoria do MPF, entre os dias 21 e 25 de maio. O objetivo é verificar a regularidade dos serviços prestados, bem como a eficiência e o cumprimento das obrigações legais pelos membros do MPF. Também serão levantadas as necessidades das unidades para a melhoria da atuação do órgão.
 
Durante o procedimento, haverá atendimento ao público, abrindo canal de diálogo com a população e outras instituições para o recebimento de denúncias, reclamações e representações referentes à atuação dos procuradores da República e aos serviços prestados pelas unidades do MPF no estado.
 
A Comissão de Correição Ordinária é integrada pelos procuradores regionais da República Antonio Carlos Barreto Campelo, Uairandyr Tenório de Oliveira e Wellington Cabral Saraiva. A presidência está a cargo do corregedor-geral do MPF, subprocurador-geral da República Oswaldo José Barbosa da Silva.
 

Em Caruaru, a visita à Procuradoria da República do município ocorrerá no dia 25 de maio, das 15 às 17 horas.
 

11 de Maio de 2018 às 08:45h

Ministro do TSE devolve direitos políticos de Paes e Pedro Paulo

O ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), restabeleceu os direitos políticos do ex-prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e de seu aliado, o deputado federal Pedro Paulo (DEM-RJ), que foi secretário municipal.
 
Mussi suspendeu decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ), que em 2016 declarou ambos inelegíveis por oito anos, após condená-los por abuso de poder econômico e político e conduta vedada a agentes públicos.
 
A condenação se deu porque Pedro Paulo usou, durante sua campanha à prefeitura carioca em 2016, trecho do planejamento estratégico “Visão Rio 500”, financiado, formulado e lançado pelo município no governo de Paes, de quem foi secretário. Pedro Paulo ficou em terceiro lugar nas eleições de 2016.
 
O ministro do TSE entendeu que não houve nenhuma irregularidade, pois o planejamento era público e acessível “a qualquer um do povo, inclusive por outros pré-candidatos, os quais também poderiam incorporá-lo aos planos de governo”.
 
O Ministério Público Eleitoral considerou ilegal a utilização do plano na campanha, pois ele teria sido financiado pela prefeitura com o objetivo de beneficiar eleitoralmente Pedro Paulo.
 
Mussi entendeu que isso seria insuficiente para resultar em condenação, pois segundo ele “não se vislumbra qual o proveito eleitoral auferido por Pedro Paulo Carvalho Teixeira ao anexar, ao seu registro de candidatura, plano de governo com base em planejamento estratégico anterior e acessível a qualquer pessoa”.
 
Da Agência Brasil
 

10 de Maio de 2018 às 10:03h

Comidas gigantes dão início ao São João de Caruaru

Em Caruaru, as festividades juninas começam com as comidas gigantes. No dia 02 de junho haverá o Maior Cozido de Milho na Manteiga de Garrafa e o Maior Chocolate Quente. O Maior Cozido de Milho na Manteiga leva 1.500 espigas e é preparado pelos moradores do bairro Petrópolis. A festa ocorrerá na Praça Geraldo Borba, a partir das 20h.
 
Já o Maior Chocolate Quente é produzido há 11 anos e leva 700 litros de leite, 130 quilos de chocolate em pó, 20 latas de leite condensado e creme de leite, 50 quilos de açúcar, 35 quilos de maisena e cinco quilos de canela em pó. Duas bandas animarão o evento, a partir das 18h, no bairro São João da Escócia.
  
A Festa da Paçoça será realizada no dia 03, na 3ª Travessa Presidente João Goulart, bairro Jardim Panorama, às 15h. Ainda no mesmo dia, terá a Caminhada do Tareco e Mariola, tradicional festa que ocorre há mais de dez anos no bairro do Vassoural, a partir das 15h.
 
No dia 09 de junho, as comidas típicas ganham continuidade com a realização do Maior Quentão do Mundo. Os moradores da rua Emília Maria dos Santos, localizada no bairro Agamenon Magalhães, organizam o evento que já acontece há 17 anos. Este ano, as atrações começam às 19h.
  
Um dos eventos mais tradicionais durante o São João é a Caminhada do Forró junto com o Maior Cuscuz do Mundo. A festa será realizada no dia 10 de junho, começando na entrada da Vila do Aeroporto, a partir das 13h, e seguirá até o Alto do Moura.
  
No dia 13, será a vez do Bolo de Milho Gigante, que é realizado há 17 anos na Rua Barão de Itamaracá, no bairro Indianópolis. No dia 14, os forrozeiros poderão experimentar o Maior Caldinho do Mundo. A festa irá ocorrer na Academia das Cidades, no Bairro São João da Escócia, às 19h. No mesmo dia, também haverá a Maior Dobradinha do Mundo, que já ocorre há seis anos e será realizada na rua Maria da Boa Vista, no bairro Boa Vista II, a partir das 20h.
  
Dia 15 de junho, preparado por Dona Maria do Bolo, uma das homenageadas do São João 2018, o Pé de Moleque Gigante terá 21 metros de muito sabor. O evento será realizado na rua Major João Coelho, em frente ao Parque Municipal do bairro das Rendeiras, a partir das 18h, e contará com a apresentação de várias atrações. No mesmo dia, ocorrerá o Arraial do Pão Doce, que promete animar o público com atrações artísticas. O evento será realizado na Rua Capitão Nilo Ferreira da Costa, no bairro do Salgado, às 20h.
  
A Festa da Polenta ocorrerá no dia 16, na Avenida São José, no bairro São Francisco. O evento, que começa às 18h, terá um palco com atrações artísticas, que são: CaruForró, Trio Pé de Serra Chamego Bom e Banda Torpedo. No mesmo dia, a partir das 18h, os forrozeiros também poderão degustar a Tapioca Gigante que ocorre há dez anos no bairro das Rendeiras. O Maior Bolo de Rolo também ocorrerá no dia 16, quando receberá a população da Rua Barão de Caruaru, no bairro do Salgado, a partir das 20h.
 
Com dez anos de tradição, o Maior Assado de Milho será realizado no dia 17, na Rua Coelho Neto, no bairro Santa Rosa, a partir das 16h. O Bolo de Tapioca Gigante será no dia 20 de junho, na rua da Tijuca, bairro do Salgado, a partir das 19h. No mesmo dia, a Maior Pipoca do Mundo tomará conta da Praça das Rendeiras. O evento é realizado há 19 anos e ocorrerá a partir das 18h.
  
No dia 21, os moradores do bairro Cidade Jardim irão desfrutar do Maior Bolo de Saia do Mundo. O evento, que é realizado há sete anos, será animado por atrações musicais a partir das 18h.
  
Os moradores do Sítio Lajes participarão da Mesa Junina, com todo tipo de comida típica junina, como canjica, pamonha, milho assado e cozido, e ainda contará com a participação de quadrilhas e bandas de forró. O evento será realizado no dia 23 de junho, a partir das 18h.
  
No dia 24 de junho, dia de São João, o Maior Cozido de Milho do Mundo completa 17 anos e será realizado na rua Capitão Dé, bairro Santa Rosa, às 15h. No mesmo dia, haverá também a Festa do Beiju, que será realizada no Residencial Luiz Bezerra Torres, localizado na rua Alecrim, quadras 24 e 25, bairro Nossa Senhora das Graças, a partir das 15h. E não para por aí. Ainda em comemoração ao dia de São João, os moradores da rua Antônio Menino, no bairro Divinópolis, realizam o evento da Maior Broa de Milho, que este ano completa 11 anos.
 
O Maior Bolo de Macaxeira do Mundo completa 12 anos e será realizado no dia 27 de junho, no largo do Convento, bairro Divinópolis, às 18h. Este ano, o evento contará com atrações musicais, além de apresentações de quadrilhas e barracas de comidas. Os moradores do Salgado organizam a festa do Salgadinho Gigante, que irá ocorrer no dia 28 de junho, na rua Doutor Pedro Estáuquio Vieira, às 19h. São nove anos de tradição no bairro.
  
A Festa Do Munguzá será realizada no dia 29 de junho, na Praça 14 de Julho, Centro da cidade. As atrações do evento, realizado há 19 anos, começam a partir das 15h. No mesmo dia, haverá o Maior 40 do Mundo, que contará com apresentações musicais e começará a partir das 15h no bairro Santa Rosa.
  
No dia 30 de junho, os moradores da Vila Campos, no Distrito Industrial, realizarão a Festa da Macaxeira, tradicional há 12 anos. O evento começará às 16h. O Maior Xérem Com Galinha Do Mundo será realizado no dia 1º de julho. Os moradores da Vila do Rafael, na zona rural, irão realizar a festa, que já ocorre na comunidade há 15 anos. O evento começará às 11h.
  
Encerrando o calendário das Comidas Juninas, a Canjica Gigante completa 19 anos e será realizada no Sítio Vila Peladas, Zona Rural de Caruaru. Os moradores poderão provar a guloseima a partir das 18h.
 


10 de Maio de 2018 às 09:55h

Dia D contra a influenza será no sábado (12)

No próximo sábado (12), será realizado o Dia D da Campanha de Vacinação contra a Influenza. Apenas em Pernambuco, cerca de cinco mil pontos de vacinação, entre postos de saúde e unidades volantes, receberão a população inclusa nos grupos prioritários para se imunizar contra a doença. No Estado,2.399.361 pessoas estão aptas a participar da campanha. Até o momento, 414.875 pernambucanos (17,2%) foram imunizados.
 
A campanha de vacinação contra a influenza é voltada para idosos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filhos até 45 dias), trabalhador de saúde, professores, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. Também contempla pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais: doença respiratória crônica, cardíaca crônica, renal crônica, hepática crônica, neurológica crônica; diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias.
  
Em doenças agudas febris moderadas ou graves, recomenda-se adiar a vacinação até a resolução do quadro. As pessoas com história de alergia a ovo, que apresentem apenas urticária após a exposição, podem receber a vacina da influenza mediante adoção de medidas de segurança. A vacina é contra-indicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores bem como a qualquer componente da vacina ou alergia comprovada grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados.
  
CARUARU – Os Centros de Saúde e as Unidades de Estratégias de Saúde da Família estarão abertas, das 8h às 17h, na zona urbana, e das 8h às 16h, na zona rural, para vacinar os grupos prioritários. Além das unidades, também haverá vacinação em dois pontos de apoio na cidade: os supermercados Bonanza e Unicompra, ambos no bairro Maurício de Nassau.
 

10 de Maio de 2018 às 08:54h

Toffoli propõe restrição de foro especial para todas as autoridades

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), quer expandir para todas as autoridades com prerrogativa de foro especial, das três esferas de poder, o alcance da decisão do plenário da Corte que restringiu o foro privilegiado para deputados e senadores.
 
Na semana passada, o plenário do STF adotou uma interpretaçãomais restritiva da Constituição no que diz respeito ao foro de parlamentares federais, decidindo que só devem tramitar na Corte processos relativos a delitos cometidos durante e em razão do mandato. Após a decisão, ao menos 44 processos já foram remetidos para instâncias inferiores.
 
Toffoli propôs nesta quarta-feira (9) a edição pelo STF de duas súmulas vinculantes, norma expressa em um enunciado breve que obriga todo o Judiciário a seguir o entendimento em seus julgamentos. Segundo o ministro, a medida é necessária para garantir “segurança jurídica” e “eliminar controvérsias” nas diversas instâncias sobre o foro.
 
O ministro Toffoli lembrou que hoje existem cerca de 55 mil autoridades com alguma prerrogativa de foro especial no Brasil. Desse número, a Constituição prevê o foro privilegiado de 38.431 autoridades, entre ocupantes de cargos nos três Poderes. As demais 16.559 têm a prerrogativa prevista somente em constituições estaduais, como secretários e vereadores, por exemplo.
 
“Nesse contexto, avulta a necessidade, sob pena de grave insegurança jurídica, de se regular de forma vinculante a prerrogativa de foro não apenas para os membros do Congresso Nacional, como também para todos os detentores dessa prerrogativa que integrem o Poder Legislativo nas esferas estadual, distrital e municipal, bem como os Poderes Executivos e Judiciário”, argumenta Toffoli na proposta.
 
Em uma súmula, Toffoli propôs que o entendimento aplicado a deputados e senadores seja estendido a todas as autoridades com foro privilegiado previsto na Constituição. Na outra, ele quer que as normas estaduais que garantem foro a outras autoridades sejam consideradas inconstitucionais.
 
Para ser aprovada, uma proposta de súmula vinculante precisa ser aprovada por ao menos oito dos 11 ministros que compõem o STF, após passar por diversas etapas.
 
O texto deve ter sua adequação formal avaliada primeiro pela presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, que deve então remetê-lo à manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR). Em seguida, uma Comissão de Jurisprudência, composta por parte dos ministros do Supremo, também avalia a adequação da proposta, que, somente após todo esse caminho, pode ser levada para votação em plenário.
 

9 de Maio de 2018 às 09:51h

Porto Digital recebe oficina gratuita de crítica cinematográfica em Caruaru

Entre os dias 14 e 25 de maio, será realizado o F(r)icções – Workshop de Crítica Cinematográfica, no Armazém da Criatividade, em Caruaru. O curso é voltado para quem quer ficar por dentro dos principais elementos do estilo e produzir seu próprio conteúdo.
 
As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até 11 de maio por meio de formulário disponível on-line. Para ocupar as 20 vagas disponíveis, a seleção dos candidatos será de acordo com os seguintes critérios: ser maior de 16 anos, cursar ou ter concluído o Ensino Médio, possuir noções básicas de informática e disponibilidade para estar nos encontros, que serão realizados sempre das 18h às 21h durante as duas semanas da oficina.
 
Para finalizar o processo de inscrição é também necessário enviar uma crítica ou qualquer texto com teor literário, de autoria do candidato (a), para multimidiacombo@gmail.com. A lista dos selecionados estará no site do evento no dia 11 de maio.
 

9 de Maio de 2018 às 09:25h

Alexandre de Moraes entrega ao Congresso propostas para combater crime


 
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes apresentou, na Câmara dos Deputados, um conjunto de propostas para endurecer a legislação penal no combate ao crime organizado, ao tráfico de drogas e de armas e no enfrentamento às milícias. As medidas também incluem mudanças no Código de Processo Penal e no Código Penal, além de sugerir novas formas de financiamento da segurança pública no país.
 
As propostas foram elaboradas por uma comissão de juristas instalada pela Câmara dos Deputados, no passado, e presidida por Alexandre de Moraes.
 
“São questões, que uma vez aprovadas pela Câmara e pelo Senado, rapidamente a sociedade brasileira vai perceber que é possível dar uma maior celeridade às investigações, no processo, principalmente na punição da criminalidade organizada no tráfico de drogas, no tráfico de armas, nas milícias – que são os três pontos principais”, explicou Moraes.
 
Entre os principais pontos do anteprojeto, está o aumento do período máximo de cumprimento de pena no país. O prazo atual de 30 anos seria estendido para 40 anos de detenção em regime fechado. Segundo Moraes, essa medida acompanha o crescimento da expectativa de vida dos brasileiros e poderá evitar que membros do crime organizado presos jovens deixem a prisão ainda aptos a cometerem novos crimes.
 
De a acordo com a medida, crimes leves teriam proporcionalmente sanções mais leves. Os crimes praticados sem violência, sem ameaça, devem ter uma sanção rápida e ser punidos com medidas penais restritivas, como a perda de bens e valores e a prestação de serviço à comunidade ou a entidades públicas.
 
“O Brasil precisa concentrar a pena privativa de liberdade para aqueles criminosos graves, com grave violência e grave ameaça, e a criminalidade organizada. No restante, nós devemos ter penas restritivas, penas de prestação de serviços à comunidade. Agora, para aqueles que praticam a criminalidade organizada, não há lógica em se prender e depois de um sexto [de cumprimento da pena] já estarem soltos”, avaliou o ministro. A perspectiva de Moraes é que essa medida elimine 75% das ações penais de menor gravidade, como furto sem violência e estelionato.
 
Recursos para a segurança – Outro ponto da proposta é a criação de varas colegiadas, em que um grupo de cinco juízes julgará processos referentes a organizações criminosas, tráfico de armas, tráficos de drogas e milícias. A medida visa garantir mais segurança aos trabalhos dos juízes que lidam com crime organizado pelo país.
 
A proposta prevê ainda a introdução da figura do “cidadão colaborador”. Semelhante à colaboração premiada em casos de corrupção, a medida seria usada para recompensar cidadãos quando fornecerem informações em casos de tráfico de drogas e milícias.
 
O financiamento da segurança pública também foi incluído na proposta. Pelo anteprojeto, cerca de R$ 5,5 bilhões seriam destinados a estados, Distrito Federal e municípios “sem a criação de novos tributos”, segundo Moraes. A medida estabelece que 25% das verbas viriam dos recursos arrecadados com a incidência das contribuições do Sistema S.
 
Além disso, 4% do total dos recursos arrecadados com loterias oficiais também seriam destinados à segurança pública. Pela proposta, 75% dos recursos seriam destinados para estados e para o Distrito Federal, distribuídos de acordo com os critérios de tamanho da população (60%) e com os índices de homicídios (40%). Os outros 25% seriam para municípios, distribuídos metade para as capitais e metade para os municípios com mais de 200 mil habitantes.
 
Comissão especial da Câmara – Segundo o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), será criada uma comissão especial na Casa para analisar o anteprojeto. A previsão do parlamentar é que em até 40 dias a medida esteja pronta para ser votada no plenário da Casa. “O aumento da violência no Brasil tem acontecido de forma muito rápida e acredito que o anteprojeto vem na linha daquilo que a gente espera. Esse enfrentamento ao crime organizado, ao tráfico de drogas e à milícia, quanto mais rápido puder ter um projeto moderno, que endurece a lei e debate a questão do financiamento [melhor]”, afirmou Maia.
 
Para o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), a medida está em consonância com o desejo da sociedade brasileira por mais segurança. “É um conjunto de ideias que chegaram ao Congresso através dessa comissão especial e receberá essa proposta a contribuição dos parlamentares, em audiências públicas, se forem necessárias. Mas acho que é uma contribuição importante para aprovação de matérias que venham ao encontro, ao anseio da sociedade, que é o combate ao crime organizado, o tráfico de drogas, tráfico de armas”, disse.
 
Da Agência Brasil
 

9 de Maio de 2018 às 09:22h

Caruaru terá Feira da Agricultura Familiar

Em Caruaru, será realizado, no dia 17 de maio, a Feira da Agricultura Familiar, a partir das 5h, na Estação Ferroviária, área central da cidade. A feira tem como objetivo fortalecer o comércio rural e proporcionar qualidade de vida por meio de uma alimentação saudável e a aquisição de itens com preços acessíveis, qualidade e diversidade.
 
De acordo com o secretário de Sustentabilidade e Desenvolvimento Rural, José Carlos Menezes, a Feira da Agricultura Familiar terá continuidade e será realizada semanalmente. “A comercialização acontecerá todas as quintas-feiras do ano, das 5h ao meio-dia, sempre no mesmo endereço”, garantiu Menezes.
 
Os produtos que serão comercializados vão desde hortaliças, frutas, verduras, tubérculos até ovos, queijo, frangos, carnes de bode, boi e porco.
 

9 de Maio de 2018 às 09:19h

Oposição denuncia corte de R$ 60 milhões de programas sociais em PE

A Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), denunciou um corte de R$ 60 milhões do orçamento dos programas sociais do Estado, incluindo ações como o Chapéu de Palha, Mãe Coruja e Ganhe o Mundo. Em três anos o investimento nesse setor passou de orçamento de R$ 200 milhões, em 2014, para R$ 140 milhões, no ano passado. 
 
“Enquanto cortou R$ 60 milhões nas ações sociais nos últimos três anos, o Estado gastou mais de R$ 120 milhões com a Arena Pernambuco no mesmo período e mais de R$ 50 milhões com publicidade”, compara o deputado Silvio Costa Filho (PRB), líder da Oposição.
  
A maior queda, segundo dados disponíveis no Portal da Transparência, foi no Chapéu de Palha, programa criado pelo ex-governador Miguel Arraes, em 1988, para combater os efeitos do desemprego entre os trabalhadores no setor canavieiro. O programa teve seu orçamento reduzido em mais de R$ 30 milhões, saindo de um desembolso anual de R$ 83,7 milhões em 2014 para R$ 51,87 milhões em 2017, prejudicando muitas famílias que dependem do programa.
 
Já o Mãe Coruja, teve os investimentos reduzidos a um-terço de seu orçamento de três anos antes, com queda de R$ 9,79 milhões pagos para R$ 3,77 milhões. Também não escaparam dos cortes o Ganhe Mundo, que teve os investimentos reduzidos de R$ 58,99 milhões para R$ 32,90 milhões, e o programa Atitude, que teve os desembolsos reduzidos de R$ 25 milhões para R$ 17,72 milhões.
  
O programa Atitude, que deveria ter seu orçamento ampliado como forma de ampliar a prevenção à violência, teve os investimentos reduzidos nos últimos três anos. “Se fosse cumprir a Lei Orçamentária Anual de 2017, deveriam ter sido disponibilizados mais de R$40 milhões para o programa, mas infelizmente foram apenas R$17 milhões. Entendo que governar é elencar prioridades, mas não é isso que o governador Paulo Câmara está fazendo. É mais importante fazer investimentos nas áreas sociais do que gastos com consultoria, então é fundamental cuidar das pessoas”, questiona Silvio.
 

9 de Maio de 2018 às 08:41h

STF torna Geddel, irmão e mãe réus em caso dos R$ 51 milhões

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por unanimidade, pelo recebimento da denúncia por lavagem de dinheiro e associação criminosa contra o ex-ministro Geddel Vieira Lima; seu irmão, o deputado Lúcio Vieira Lima (MDB-BA); e a matriarca da família, Marluce Vieira Lima, de 84 anos.
 
O caso está relacionado aos R$ 51 milhões em espécie encontrados no apartamento de um amigo de Geddel em Salvador. Ele foi preso preventivamente em 8 setembro do ano passado, três dias após o dinheiro ser encontrado. Posteriormente, um fragmento de impressão digital encontrado no material apreendido foi apontado pela Polícia Federal como sendo do ex-ministro.
 
Fachin afirmou haver “elementos suficientes” para justificar a abertura de ação penal, com base em depoimentos, provas documentais e periciais. Em breves votos, os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello acompanharam o relator.
 
O relator descreveu crimes de corrupção e peculato que são investigados em outros inquéritos como suficientes para indicar a origem do dinheiro e a existência de associação criminosa no seio da família Vieira Lima. O processo agora passará para uma nova etapa de apuração, com prováveis novas diligências e coleta de depoimentos.
 
Também por unanimidade, os ministros decidiram arquivar as acusações conta Gustavo do Couto Ferraz, um antigo aliado de Geddel cujas digitais foram encontradas no dinheiro apreendido. Fachin disse ter ficado claro, pelas investigações da Polícia Federal, que Ferraz apenas transportou parte da quantia, o que não seria ilegal, e não teve participação em crimes ligados ao dinheiro.
 
Foram tornados réus ainda Job Brandão, ex-assessor parlamentar de Lúcio Vieira Lima; e o empresário Luiz Fernando Machado, administrador da empresa Cosbat, que teria sido usada pela família Vieira Lima para lavar dinheiro.
 
Acusação a Geddel – A denúncia foi apresentada pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, em dezembro do ano passado. Segundo ela, a quantia milionária é a maior apreensão de dinheiro vivo da história do Ministério Público Federal (MPF).
 
Na acusação, Raquel Dodge sustentou que o dinheiro seria proveniente de esquemas de corrupção na Caixa Econômica Federal investigados em outras ações penais. Geddel foi vice-presidente do banco. Outra parte teria sido acumulada por Lúcio Vieira Lima por meio do crime de peculato, em que o parlamentar se apropriou de parte do salário do ex-assessor parlamentar Job Brandão.
 
Além do dinheiro encontrado, outros R$ 12 milhões teriam sido lavados por Marluce, Geddel e Lúcio por meio de investimentos em imóveis de alto padrão em Salvador, em empreendimentos da empresa Cosbat, administrada por Luiz Fernando Machado.
 
“E, como nós sabemos, não foram apenas R$ 51 milhões. Com tudo o que já li sobre o Geddel nos processos, a coisa já passou muito e muito de R$ 100 milhões em vantagens indevidas em razão do cargo. O paciente continua sendo investigado por corrupção, peculato”, disse a subprocuradora-geral da República Cláudia Sampaio Marques, em sustentação oral nesta terça-feira.
 
Cláudia Sampaio pediu que Geddel continue preso. “Seria um desplante, um descaso com a Justiça, soltar um paciente nessas condições.”
 
Defesas – De acordo com a defesa de Geddel, a origem dos R$ 51 milhões decorre da “simples guarda de valores em espécie”. O valor seria fruto de “investimentos no mercado de incorporação imobiliária, com dinheiro vivo”.
 
O advogado Gamil Föppel, que representa a família Vieira Lima, afirmou nesta terça-feira que a denúncia da PGR é inepta, pois não descreveu, especificamente, quais crimes teriam sido praticados pela suposta associação criminosa, dando origem a recursos ilícitos a serem lavados.
 
“A denúncia não descreve atos de corrupção e não descreve atos de peculato”, destacou o advogado. “Descreve o antefato, descreve o pós-fato, mas não descreve o miolo da acusação”, acrescentou. “É insustentável se falar em associação criminosa sem que se descrevam os crimes.”
 
Ao defender a soltura imediata de Geddel, o advogado argumentou não haver nenhum risco de que ele volte a cometer crimes. Ele afirmou que o político é alvo de “uma cruzada de perseguição dos órgãos de controle”, com o intuito de “demonizá-lo perante a opinião pública”.
 
O advogado César de Faria Júnior, que representa o empresário Luiz Fernando Machado, argumentou que seu cliente agiu de boa-fé ao receber quantias em cheque e em espécie das mãos da família Vieira Lima. “O fato de ele ter depositado esse dinheiro não pode ter outra consequência se não militar em seu favor”, disse.
 
O defensor Marcelo Ferreira de Souza, que representa Job Brandão, apontou a contradição da acusação contra o ex-assessor parlamentar, que foi denunciado por desvios milionários, mas sequer possui um carro popular, sendo pobre “no sentido mais literal do termo”.
 
Da Agência Brasil
 

8 de Maio de 2018 às 09:57h

Eleitores têm até o dia nove para transferir o Título de Eleitor

Esta quarta-feira (09) é o prazo final para os moradores dos residenciais Alto do Moura e Luiz Bezerra Torres I e II, em Caruaru, fazerem a transferência do Título Eleitoral para as escolas Padre Pedro Batista de Aguiar e Dom Bernardino Marchió, localizadas, respectivamente, nesses habitacionais.
 
Para fazer a mudança é necessário comparecer ao Cartório Eleitoral com o título de eleitor e documento de identificação oficial com foto, podendo ser, Carteira de Identidade, Carteira Profissional, ou mesmo Registro no Órgão Profissional (OAB, CREA, CRM). Outra opção é levar Certidão de Nascimento ou Casamento.
 
É obrigatório levar também comprovante de residência em nome do eleitor ou dos pais. Caso já tenha solicitado transferência anteriormente, apenas após um ano poderá tornar a solicitá-la. O Fórum Eleitoral de Caruaru fica localizado na Rua Olívio Ferreira de Azevedo, número 263, Bairro Universitário.
 

8 de Maio de 2018 às 09:54h

Compesa faz intervenção para melhorar distribuição de água em Caruaru

Em Caruaru, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) está tentando melhorar o abastecimento de água da cidade. Uma ação foi a instalação de um registro na PE-95, próximo ao cemitério Parque dos Arcos, para melhorar a distribuição de água entre os bairros Luiz Gonzaga, Universitário, Fernando Lyra e parte do Maurício de Nassau.
 
Segundo o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Mário Heitor Filho, a iniciativa foi planejada após a  constatação de que a  água chegava forte (pressões elevadas) em alguns pontos e fraca  (queda de vazão) em outros. “Então, implantamos esse registro para que possamos ter um maior controle sobre a distribuição”, informou o gerente.
  
Ainda de acordo com  Mário Heitor,  a Compesa irá monitorar o próximo  ciclo de abastecimento desses setores para  confirmar os efeitos da ação executada e fazer algum ajuste, caso seja  necessário. O abastecimento dos bairros Universitário e Maurício de Nassau terá início no próximo sábado, 12; já o Luiz Gonzaga e o Fernando Lyra receberão água entre os dias 17 e 21 de maio.