25 de outubro de 2013 às 14:15h

Caruaru: Serviços essenciais ficarão garantidos no feriado do servidor, consultas médicas serão reagendadas

Mesmo com o feriado em comemoração ao dia do servidor, na próxima segunda-feira (28), a Prefeitura de Caruaru informou que os serviços considerados essenciais estarão funcionando normalmente.
 
Na Destra não haverá expediente administrativo, mas agentes e guardas trabalharão normalmente. Nas escolas do município não haverá aula.
 
As unidades de saúde: UPA do Vassoural, Unidade Mista do Salgado, Hospital Manoel Afonso, Casa de Saúde Bom Jesus e Hospital do Coração funcionarão com urgências e emergências Assim como o Instituto Pernambucano (IP) e o Instituto de Olhos de Caruaru (IOC) que são unidades prestadoras de serviço do município funcionarão normalmente neste feriado.
 
Estarão fechadas as unidades especializadas: Policlínicas do Santa Rosa, Vassoural e Salgado; os Centros de Saúde Ana Rodrigues, Indianópolis e Amélia de Pontes; a Clínica da Mulher e o Centro de Imagem. Os pacientes que marcaram consultas em umas dessas unidades serão reagendados posteriormente.

25 de outubro de 2013 às 09:01h

Metade da agenda de Eduardo tem sido ocupada por eventos de campanha. E Pernambuco, como fica?

Muito ocupado

Muito ocupado


 
Desde que anunciou a aliança com a ex-senadora Marina Silva, no início do mês, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), ocupou mais da metade de sua agenda com compromissos de pré-candidato. Dedicado às articulações para viabilizar seu nome na disputa pelo Palácio do Planalto em 2014, nos últimos 20 dias, Campos foi a eventos de cunho eleitoral em 12 deles, o dobro do que costumava fazer antes do acordo.
 
No mesmo período, manteve a média com nove compromissos públicos no Estado, que ganharam apelo de campanha, com visita a canteiro de obras, palanques e fotos com operários. Metade das agendas que cumpre como pré-candidato, a maior parte delas fora de Pernambuco, não foi divulgada no site do governo.
 
O governador disse anteontem que não está negligenciando o Estado. ‘Minhas obrigações estão sendo cumpridas. Presto contas à população’, disse Campos. ‘Sei conciliar meu papel político com o meu papel de administrador’, completou.
 
Interlocutores afirmam que, na ausência de Campos, as principais responsabilidades do governo ficam a cargo de Tadeu Alencar, secretário da Casa Civil do Estado. O PSB diz que as despesas em viagens de Campos como presidente nacional da sigla são pagas pelo partido.
 
Da Folha de São Paulo

25 de outubro de 2013 às 08:53h

Ibope: Dilma venceria no 1º turno com 41% dos votos. Eduardo Campos cresce e fica em 10%

Tá longe ainda...

Tá longe ainda…


 
Da Agência Estado
 
Pesquisa Ibope em parceria com o jornal O Estado de S. Paulo sobre a sucessão presidencial mostra que a presidente Dilma Rousseff (PT) venceria no primeiro turno se as eleições fossem hoje e seus adversários fossem Aécio Neves, pelo PSDB, e Marina Silva ou Eduardo Campos, pelo PSB.
 
Em três dos quatro cenários avaliados pelo instituto, Dilma tem entre 39% e 41% das intenções de voto, mais do que a soma das preferências pelos adversários. Em apenas um dos cenários, com Serra e Marina na disputa, a petista não supera a soma dos adversários.
 
No quadro visto hoje como mais provável para 2014 – Dilma contra Aécio e Eduardo Campos – , a presidente teria 41%, o governador de Minas Gerais, 14%, e o governador de Pernambuco, 10%.
 
Com Marina no lugar de Campos, ela teria mais que o dobro dos votos dele, chegando a 21%. Mas Dilma praticamente não perderia eleitores: oscilaria de 41% para 39%. O mesmo aconteceria com Aécio, que passaria de 14% para 13%.
 
Se os concorrentes fossem Dilma, Serra e Campos, eles teriam 40% 18% e 10%, respectivamente. A vantagem da petista sobre a soma dos adversários, neste caso, seria de 12 pontos porcentuais.
 
A presidente aparece com 39% quando os adversários são Marina (21%) e Serra (16%) – neste caso, ela fica em situação de empate técnico com a soma das intenções de voto dos outros dois candidatos (37%).
 
Em um eventual segundo turno, Dilma venceria todos os adversários avaliados pela pesquisa Ibope/Estadão. Contra Marina Silva – o cenário mais apertado – , a presidente venceria por 42% a 29%. Com Eduardo Campos na disputa, a presidente teria vantagem de 27 pontos porcentuais, vencendo por 45% a 18%.
 
A distância seria similar, de 28 pontos, se Aécio (19%) participasse hoje de uma disputa direta contra a presidente (47%). Uma repetição do segundo turno de 2010, com Dilma e Serra terminaria com a vitória da primeira por 44% a 23%.
 
O Ibope ouviu 2.002 eleitores em 143 municípios entre os dias 17 e 21 de outubro. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.
 

25 de outubro de 2013 às 08:44h

Armando quer mais investimentos para ciência e inovação

Senador_Armando_Monteiro_24102013
 
Em pronunciamento no plenário do Senado, o senador Armando Monteiro (PTB-PE) afirmou que o Brasil só poderá ter futuro entre os países mais prósperos no terceiro milênio se tiver a coragem de avaliar os resultados das políticas públicas de incentivo à ciência, tecnologia e inovação. O senador usou dados do escritório americano de patentes (USPTO, sigla em inglês) para mostrar como o Brasil está atrasado no setor.
 
– Na vida das pessoas, assim como na das sociedades, aquilo que somos hoje reflete as escolhas que fizemos e também as que não fizemos ontem – disse.
 
Os dados citados pelo senador foram divulgados em artigo do professor Roberto Nicolsky. Segundo o parlamentar, ainda que as patentes não englobem todas as variedades de inovação tecnológica, há uma correlação direta entre elas. Para o professor que escreveu o artigo, a estatística de patentes é a única maneira possível de mensurar as inovações tecnológicas.
 
O senador informou que o Brasil está em 28º lugar entre os países do mundo, com 196 patentes em 2012 e uma taxa de crescimento anual inferior a 6%, muito aquém de outros países dos Brics (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Os números, na sua opinião, mostram que o Brasil se distancia cada vez mais dos países mais dinâmicos, cuja estratégia de desenvolvimento se baseia na agregação permanente de inovações.
 
Apesar do resultado negativo, o Armando Monteiro chamou a atenção para um segmento que se destaca positivamente do baixo desempenho geral: os medicamentos e seus princípios ativos. Segundo o senador, o resultado decorre da política de encomendas do governo para abastecer o Sistema Único de Saúde (SUS).
 
– Eis um exemplo de colaboração criativa entre os setores público e privado que merece ser estendido a outros setores da indústria – sugeriu.
 

25 de outubro de 2013 às 08:39h

Após decisão da justiça, Neto ironiza Leonardo Chaves: “Ele tem 40 anos de Casa, mas eu com 10 meses sei que preciso seguir a Constituição e a Lei Orgânica”

Neto
 
Com informações de Diego Caires
 
O vereador Neto (PMN) aproveitou a sessão de ontem, na Câmara de Vereadores de Caruaru, para desabafar. O edil diz que avisou ao presidente Leonardo Chaves que a decisão de colocar o pedido de CPI em votação estava errada. Segundo Neto, o presidente usou a experiência para fazê-lo calar.
 
“Desde o início eu fui ao presidente e disse que ele estava errado. E ele me perguntou se eu queria ensiná-lo. Por isso eu fiquei esperando o resultado da justiça”, desabafou.
 
E Neto disse mais. Afirmou que, apesar de ter apenas 10 meses na Casa, conhece as leis e sabe o que está fazendo.
 
“Ele pode ter 40 anos de Câmara, tem experiência. Mas eu posso ter 10 meses, como tenho, ou 40 anos de experiência. Não preciso disso para saber que é preciso seguir a Lei Orgânica e a Constituição Federal”, ironizou.
 


25 de outubro de 2013 às 08:24h

Vereador Louro do Juá é mais um a deixar o DEM

250411150431louro
Com informações do repórter Diego Caires
 
O último que sair apague a luz. O vereador Louro do Juá, em Caruaru, é o mais novo egresso do partido Democratas. Depois de Miriam Lacerda e Tony Gel, que chegou a comandar a prefeitura sob a sigla. O destino de Louro é o novato Partido Solidariedade (PS), para onde também foi o ex-vereador e candidato a deputado estadual Diogo Cantarelli.
 
Apesar de mudar a bandeira, Louro continua na oposição. “A minha posição é esta. Eu tenho essa posição desde que fui eleito e reeleito. O grupo vai entender que a sigla vai me ajudar a trazer grandeza e união. Caruaru precisa dessa oposição fiel”, afirmou.
 

25 de outubro de 2013 às 08:15h

Depois de protesto no Recife, professores de Caruaru voltam à Câmara e “dão as costas aos vereadores”

Professores de costas para o plenário na sessão de ontem

Professores de costas para o plenário na sessão de ontem


 
Os professores de Caruaru ligados ao Sindicato dos Servidores municipais de Caruaru (Sismuc) e à Associação dos Trabalhadores em Educação de Caruaru (Atec), realizaram mais um ato, ontem, no plenário da Câmara de Vereadores de Caruaru.
 
Dessa vez, os docentes foram até a Casa com o objetivo de comemorar uma decisão da justiça. A mesa diretora foi obrigada a acatar uma CPI contra o uso de verbas pela Prefeitura Municipal.
 
No Recife, os professores estiveram na quarta-feira, em frente ao Tribunal de Justiça, pedindo agilidade no processo que avalia se deve ser anulada ou não a sessão que aprovou o novo plano de cargos e carreiras do município. Cerca de 50 docentes estiveram na Capital Pernambucana.
 
Os professores no Recife

Os professores no Recife


 
Com foto e informações do repórter Diego Caires

24 de outubro de 2013 às 15:44h

Ministro da Integração Nacional participa da comemoração dos 104 anos do DNOCS

 
Nesta sexta-feira (25), o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, participa, em Fortaleza (CE), às 9h30, das comemorações dos 104 anos do Departamento Nacional de Obras contras as Secas – DNOCS.
 
Criado em 1909, o Dnocs foi o primeiro órgão federal a estudar a problemática do semiárido. Atualmente, as ações do Departamento compreendem captação, desenvolvimento e gerenciamento de recursos hídricos, por meio da construção de barragens, perfuração e instalação de poços, implantação de projeto de irrigação, centro de pesquisas, estações de piscicultura e sistemas de abastecimento de água.
 

24 de outubro de 2013 às 10:59h

ALEPE deverá criar 100 novos cargos preenchidos por concurso público

Raquel Lyra falou sobre projeto de transição de cargo

Raquel Lyra falou sobre projeto de transição de cargo

Nesta quinta-feira (24), o Além da Notícia (Rádio Jornal), teve a participação da deputada estadual Raquel Lyra (PSB), falando sobre os projetos de Lei aprovados na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa de Pernambuco esta semana.
 
A primeira lei aprovada pela CCJ estabelece a criação de cargos efetivos na administração da Casa de Leis, que deverá ser aprovado em 30 dias.
“Na verdade ouve um projeto de Lei que trata da reestruturação administrativa da Assembleia, foi votado e aprovado por unanimidade, na ultima terça-feira, na CCJ, passa por outras comissões e plenário para que seja aprovado”, informou.
 
De acordo com a deputada, a previsão é que até o final de 2013 e começo de 2014 seja convocado o concurso público para contratação dos profissionais. A ALEPE deverá preencher em torno de 100 cargos.
 
O outro Projeto de Lei aprovado foi de nº 1709/2013, que trata sobre a obrigatoriedade do poder executivo transferir o cargo com todas as contas dos municípios sanadas. “Para que possamos acabar ou diminuir os problemas enfrentados na transmissão de cargo”, disse Raquel.
 
Ainda de acordo com a socialista “o projeto de Lei cria obrigatoriedade no período de transição. Quem vai assumir o poder cria uma comissão obrigando a mostrar como se encontram as contas do município. A documentação tem que ser atualizada e se não acontecer ele (o prefeito eleito) pode seguir para o Ministério Público”, ressaltou.
 
Ainda de acordo com Raquel Lyra, caso o prefeito descumpra esta lei será enquadrado automaticamente na Lei de Responsabilidade Fiscal.

24 de outubro de 2013 às 10:22h

Reforma do ICMS: Armando quer compensação para Estados

Senador apresenta relatório sobre inclusão do Fundo de Desenvolvimento Regional (FDR)

Senador apresenta relatório sobre inclusão do Fundo de Desenvolvimento Regional (FDR)


 
Durante reunião da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), o senador Armando Monteiro (PTB) propôs em seu relatório a inclusão do Fundo de Desenvolvimento Regional (FDR) para viabilizar a reforma das alíquotas interestaduais do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).
 
O fundo a ser criado, caso a reforma tributária avance, se destina a financiar projetos de investimentos para dinamizar o desenvolvimento dos Estados da Federação, especialmente os menos desenvolvidos. Ao alterar o projeto de lei 106, de autoria do senador Paulo Bauer (PSDB-SC), Armando sugeriu que o volume de recursos orçamentários da União no fundo seja elevado gradativamente, começando em 25% e atingindo 40% nos dez últimos anos de operação. No total de 20 anos, o fundo contaria com R$ 296 bilhões para o fomento do desenvolvimento regional.
 
Com relação ao Fundo de Compensação, Armando propôs um modelo que dá mais segurança aos estados que perdem com a redução das alíquotas incidentes nas operações interestaduais com bens, mercadorias e serviços. Com isso, as perdas apuradas serão totalmente compensadas pela União.
 
“O Senado está no exercício da sua autonomia e de exercer a sua contribuição. Eu entendo que isso será um processo de negociação, mas deveremos chegar a um denominador”, disse. Os senadores presentes na sessão, entre os quais, Paulo Bauer, Delcidio do Amaral (PT-MS) e Lindberg Farias (PT-RJ) elogiaram o parecer de Armando Monteiro, principalmente no que se refere à segurança jurídica e à manutenção das receitas dos Estados.
 
Presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, Lindberg Farias atendeu a pedido de vista do projeto para que os senadores possam avaliar as alterações. O assunto voltará a ser discutido na semana que vem.

24 de outubro de 2013 às 09:30h

Falta de provas materiais no caso Thiago Faria incomoda cúpula da Polícia Civil

O chefe da Polícia Civil Osvaldo Moraes

O chefe da Polícia Civil Osvaldo Moraes


 
Dez dias depois do assassinato do promotor de Justiça de Itaíba, Thiago Faria Soares, a cúpula da Polícia Civil de Pernambuco se deslocou até o interior do Estado para avaliar os passos da investigação do crime. Na manhã de quarta-feira (23), o chefe da Polícia Civil, Osvaldo Moraes, foi até o município de Arcoverde e se reuniu com delegados responsáveis pelo caso.
 
Além de traçar novas estratégias e definir responsabilidades, a reunião teria tido um caráter de cobrança, já que até agora a polícia não conseguiu prender o suspeito de ser o mandante do crime, o fazendeiro José Maria Pedro Rosendo Barbosa, nem localizar as armas e o veículo usado no crime, peças fundamentais para a investigação. À tarde, o delegado se reuniu com promotores do Ministério Público em Águas Belas, no Agreste pernambucano.
 
A reunião deveria ser secreta, sem a participação da imprensa. Inicialmente, estava prevista para acontecer na Delegacia de Águas Belas, mas devido à presença dos jornalistas na cidade, foi transferida para a 19ª Delegacia de Polícia de Arcoverde. Ao verem a imprensa no local, foi visível o descontentamento dos policiais, especialmente do delegado que preside o inquérito, Rômulo Holanda, que é titular de Arcoverde. Coube a Osvaldo Moraes conversar com os jornalistas, mesmo sem dizer muito.
 
O chefe da Polícia Civil desconversou sobre a possibilidade de estar cobrando mais agilidade e eficiência da equipe escolhida por ele para investigar o crime. “Nossa reunião teve como objetivo organizar a investigação e definir um reordenamento de funções da equipe que está à frente dos trabalhos. O delegado Rômulo Holanda continua presidindo o inquérito, com o apoio de outros cinco delegados”, disse.
 
SILÊNCIO – O chefe da Polícia Civil confirmou que as investigações estão correndo em sigilo desde anteontem, independentemente de um posicionamento formal da Justiça. “Houve um entendimento entre os policiais e os promotores para isso e a determinação já está valendo”, afirmou. Ontem, à noite, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) informou que o juiz Caio Neto, magistrado da Comarca de Itaíba e quem recebeu o pedido de sigilo feito pela polícia, decidiu que não cabe à Justiça determiná-lo. A decisão é da polícia.
 

24 de outubro de 2013 às 07:21h

Para que serve a Câmara de Caruaru?

camara-vereadores-plenc3a1rio
 
Para que serve a Câmara de Caruaru? A resposta é simples: para fazer CPI.
 
Esse diálogo caberia, perfeitamente, no enredo que hoje está se desenrolando na Câmara de Caruaru. Com a determinação da justiça para que a terceira CPI seja iniciada na Casa, os vereadores, provavelmente irão passar os próximos dias, até o fim do ano, deixando de lado os problemas do povo e cuidando dos problemas políticos.
 
Eu sei que muitos vão argumentar, lendo o que escrevo, sobre a necessidade de investigar o que é de interesse público. Seria ótimo se a intenção fosse esta, e não é.
 
Todas as três CPIs têm objetivos políticos. É o que acreditam ser uma artilharia pesada contra o adversário. No fundo, a população vai ficar no meio de um fogo cruzado entre o grupo do prefeito José Queiroz e o grupo do deputado Tony Gel.
 
A discussão poderia ser a necessidade de ampliar o saneamento básico da cidade, poderia ser a melhoria do atendimento de saúde, poderia ser a educação, que foi prejudicada durante o ano com a falta de professores. Poderia ser até o plano de cargos e carreiras do professor do município.
 
Mas é melhor para os vereadores, apoiando grupos que irão se enfrentar nas eleições do ano que vem, gastar tempo discutindo problemas “mais importantes”.
 
Aliás, é uma forma interessante de enxergar a cidade. Caruaru é tão grande que tem até três CPIs funcionando ao mesmo tempo. Não tem esgoto nos bairros, é verdade.
 
Mas, quem precisa de esgoto se podemos ter CPIs?