12 de junho de 2017 às 11:19h

Agências da Caixa abrem mais cedo para saque das contas inativas do FGTS

As agências das Caixa Econômica Federal funcionarão com horário estendido de hoje (12) até a próxima quarta-feira (14), para atendimentos exclusivos sobre o saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Na maior parte do país, as agências abrirão duas horas mais cedo e, nas localidades em que o horário de funcionamento é a partir das 9h, as agências começarão às 8h com fechamento previsto para uma hora mais tarde.
 
No último sábado (10), a Caixa iniciou a quarta fase de pagamentos das contas inativas do FGTS para 7,5 milhões de trabalhadores que fazem aniversário em setembro, outubro e novembro. O valor total disponível nesta fase ultrapassa R$ 10,9 bilhões, que correspondem a 25% do total de recursos disponíveis no programa, de acordo com o banco.
 
Mais de 2 mil agências já abriram no sábado, entre 9h e 15h, para saques, solução de dúvidas, acertos de cadastro e emissão de senha do Cartão Cidadão. Previsto inicialmente para o dia 16 de junho, o pagamento deste lote foi antecipado em razão do feriado de Corpus Christi.
 
Independentemente das próximas datas, as pessoas que fizeram aniversário nos meses anteriores ainda podem sacar os valores ou transferi-los para suas contas-correntes. A previsão é que o último lote, para nascidos em dezembro, seja pago a partir de 14 de julho. De acordo com a Caixa, não haverá prorrogação do calendário de pagamentos e todos os trabalhadores poderão sacar os recursos das contas inativa até 31 de julho.
 
Quem pode sacar – De acordo com a Lei 13.446, de 25 de maio de 2017, objeto da conversão da Medida Provisória 763/16, pode fazer o saque das contas inativas o trabalhador que pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015. Valores até R$ 1,5 mil podem ser sacados nos terminais de autoatendimento com a senha do Cidadão.
 
Para valores até R$ 3 mil, o saque pode ser feito com o Cartão do Cidadão e a senha no autoatendimento, em lotéricas e correspondentes Caixa. Acima de R$ 3 mil, os saques devem ser feitos nas agências do banco. A transferência de recursos de contas inativas do FGTS da Caixa para outros bancos poderá ser feita sem a cobrança de taxas, a pedido do trabalhador.
 
O trabalhador que ainda não sabe se tem dinheiro a receber pode acessar o site sobre as contas inativas. No site, ele pode verificar o valor a receber, a data do saque e os canais disponíveis para pagamento.
 
Da Agência Brasil
 

12 de junho de 2017 às 11:15h

Prefeitura de Caruaru fará PL para liberar auxílio pra sulanqueiros

Em Caruaru, a prefeita Raquel Lyra criou um Projeto de Lei para destinar um auxílio aos sulanqueiros que tiveram bancos queimados no dia 16 de maio, quando um incêndio destruiu 25 unidades do Parque 18 de Maio. Os comerciantes receberão R$ 3 mil para cada banco danificado. O valor deverá ajudar na compra de material para a reconstrução.
 
O levantamento dos nomes dos comerciantes prejudicados foi realizado pela Secretaria e repassado para a prefeita. Agora, o projeto será enviado para a Câmara Municipal e, caso aprovado, volta para. Prefeitura, para sanção, em seguida, o sulanqueiro poderá retirar o valor. “Os comerciantes deverão se dirigir à Secretaria da Fazenda, com os respectivos documentos, identificando que são os donos dos bancos, para poderem receber o dinheiro”, explicou o secretário de Serviços Públicos, Humberto Correia Júnior.
 

12 de junho de 2017 às 11:06h

Governo do Estado faz balaço da Operação Prontidão

Em reunião com secretários de Estado e dirigentes de órgãos que estão atuando nos municípios em estado de emergência, o governador Paulo Câmara fez um balanço do trabalho da Operação Prontidão. Durante os últimos 15 dias, as ações do Governo foram para restabelecer os serviços, realizar ajuda humanitária e limpar as cidades.
 
“Nesta terceira semana, vamos entrar na fase da avaliar, planejar e orçar. É hora de pedir recursos para a nova construção do que foi destruído, solicitar ajuda em Brasília e à bancada federal para que façam emendas destinadas às ações. Estamos fazendo um plano para resolver os danos causados pelas chuvas”, avaliou o coordenador do Gabinete de Crise Central, secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni.
 
Entre as medidas que já foram anunciadas pelo Governo de Pernambuco para enfrentar as fortes chuvas e amenizar os danos causados à população estão a postergação da cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) para os comerciantes das áreas atingidas; o cancelamento da cobrança da conta de água para os locais abastecidos pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa); e a antecipação do pagamento do Programa Chapéu de Palha para as modalidades de pesca e cana-de-açúcar.
 
“Vamos manter esse ritmo, essa força. Trabalhar mais. Precisamos dar respostas e esperança ao povo. A gente tem de estar junto. Fazer o que tem de ser feito. Governo é isso. A população conta conosco para superar o que aconteceu”, anunciou o governador.

 
BALANÇO – Até o momento, o Gabinete de Crise Central registrou um total de 2.153 pessoas desabrigadas e de 35.764 desalojadas. Ao todo, já foram distribuídos 150.400 metros quadrados (m²) de lonas; 8.895 kits dormitórios; 7.645 colchões; 172,6 toneladas de alimentos; 198.425 litros de água; 7.849 kits de limpeza; 2.450 kits de higiene; e 98,7 toneladas de roupas.
 

Algumas empresas contribuíram para amenizar o sofrimentos das pessoas. A Coca-Cola doou 25 mil litros de água; a Celpe 500 geladeiras; a Brasil Kirin 20.592 litros de água; a Tupan 200 botas galocha, a Sobral Calçados mais de 100 pares; a Vitarella 13 toneladas de biscoito e 1 tonelada de macarrão; a ASA 20 fardos fraldas e 20 caixas de absorventes; a Baby Roger 320 pacotes de fraldas; a SELMI 23 toneladas de alimentos (macarrão e bolacha); a Brilux 10 caixas de detergente e 70 de água sanitária; a Even 10 caixa de creme dental e 20 de sabonete; a FEDEX  disponibilizou caminhões; a TUTANAT 200 cosméticos de higiene pessoal; a Flamin corte de lençóis e roupas infanto-juvenil; e a Studio Zero 450 peças de roupas.
 

12 de junho de 2017 às 10:55h

Brasil registra aumento de trabalho infantil entre crianças de 5 a 9 anos

Em todo o Brasil, a mão de obra de crianças e adolescentes ainda é explorada de forma indiscriminada. Seja nos semáforos, nos lixões, em feiras, restaurantes, no campo, em indústrias ou dentro de casa, os direitos à infância e à educação são negados para quase três milhões de crianças e adolescentes no país, de acordo com pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
 
O mapeamento da situação do trabalho infantil mostra que o número de trabalhadores precoces corresponde a 5% da população que tem entre 5 e 17 anos no Brasil. A taxa de crianças economicamente ativas é 20% menor do que o registrado em anos anteriores, mas especialistas alertam que é possível que haja uma interrupção na tendência de queda.
 
Desde 2013, o país vem registrando aumento dos casos de trabalho infantil entre crianças de 5 a 9 anos. Em 2015, ano da última pesquisa do IBGE, quase 80 mil crianças nessa faixa etária estavam trabalhando e, nas próximas pesquisas, quando elas estiverem mais velhas, podem promover o aumento do número de adolescentes que trabalham. Cerca de 60% delas vivem na área rural das regiões Norte e Nordeste.
Representantes da rede de proteção à infância afirmam que o dado é preocupante e deve ser destacado nas campanhas realizadas para marcar o Dia Internacional contra o Trabalho Infantil, celebrado hoje (12) em todo o mundo. A data foi instituída há 15 anos pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) para promover ações em todo o mundo e mobilizar diferentes atores no combate ao trabalho infantil.
 
“É inaceitável que crianças de 5 a 9 anos estejam trabalhando. A expressiva maioria delas trabalha com as próprias famílias no cultivo de hortaliças, cultivo de milho, criação de aves e pecuária. São recortes que conhecidos e analisados obrigatoriamente devem subsidiar decisões políticas ou implementação de ações e programas que deem uma resposta a essa grave situação.”, disse Isa Oliveira, socióloga e secretária-executiva do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (Fnpeti), um dos organizadores da campanha no Brasil.
 
Para o Fórum Nacional, outro ponto que deve ser lembrado durante a campanha é o não cumprimento pelo Brasil da meta firmada junto à Organização Internacional do Trabalho de eliminar todas as piores formas de trabalho infantil até 2016.
 
Entre as formas mais graves descritas na Convenção Internacional 182, da qual o Brasil é signatário, estão a escravidão, o tráfico de entorpecentes, o trabalho doméstico e o crime de exploração sexual, que, no caso dos dois últimos, vitimam principalmente meninas negras.
 
“A nossa proposta nesse 12 de junho é questionar o governo sobre o não cumprimento da meta e que essa avaliação do não cumprimento nos dê subsídios para uma tomada de decisão no sentido de reafirmar o compromisso pela prevenção e eliminação do trabalho infantil. O Brasil tem esse compromisso. A proibição do trabalho infantil está na legislação brasileira, em particular na Constituição Federal, disse declarou Isa Oliveira.
 
Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a meta de erradicação das piores formas foi reagendada para 2020 e a de todas as formas de trabalho infantil para 2025, em acordo firmado com a comunidade internacional na OIT, no âmbito dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. O ministério ressalta ainda que realizou, de 2006 a 2015, quase 47 mil ações de fiscalização que resultaram na retirada de 63.846 crianças e adolescentes do trabalho e na redução apontada pelo IBGE em 2015.
 
Legislação – A legislação internacional define o trabalho infantil como aquele em que as crianças ou adolescentes são obrigadas a efetuar qualquer tipo de atividade econômica, regular, remunerada ou não, que afete seu bem-estar e o desenvolvimento físico, psíquico, moral e social.
 
Segundo a Constituição Federal, é proibido para menores de 16 anos a execução de qualquer trabalho, salvo na condição de aprendiz, a partir dos 14 anos. No caso das atividades de aprendizagem, o trabalho não pode ser noturno, perigoso ou insalubre, mesmo para os maiores de 16 e menores de 18 anos. As atividades de aprendizagem também não devem prejudicar a frequência nem o rendimento escolar do adolescente.
 
A proibição é reforçada na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que restringe a possibilidade de trabalho a menores de 16 anos apenas a casos autorizados pela Justiça e estabelece os critérios para a contratação de aprendizes. O direito à profissionalização e proteção no trabalho para os aprendizes também está disposto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA )
 
Desafio da prevenção – O Código Penal brasileiro ainda não tipifica a exploração de mão de obra infantil como crime. Algumas formas de trabalho infantil têm sanção prevista à parte, como a prostituição, considerada crime hediondo e inafiançável, com pena de 4 a 10 anos de prisão em regime fechado. Outras formas de exploração, como o trabalho doméstico, ainda carecem de regulamentação.
 
Um projeto de lei que criminaliza qualquer tipo de trabalho infantil – exceto os de natureza artística que tiver consentimento judicial – aguarda aprovação da Câmara dos Deputados. O projeto já foi aprovado pelo Senado no fim do ano passado.
 
Mas, o Fórum Nacional alerta que a maioria das propostas referentes ao assunto que tramitam no Congresso sugere mudanças consideradas como retrocesso pelas entidades civis e pelo Ministério Público do Trabalho, como a redução da idade mínima para permissão de trabalho regular para os 14 anos. A redução da idade, inclusive para o trabalho doméstico, é recomendada por seis Propostas de Emenda à Constituição que tramitam na Câmara.
 
Mesmo com o rigor conceitual e jurídico que envolve o tema, o país enfrenta dificuldades para colocar em prática medidas efetivas de combate. Segundo avaliação da Comissão Nacional de Erradicação do Trabalho Infantil, o país executou até 2015 apenas metade do total de 133 ações previstas no plano nacional.
 
Os especialistas explicam que ainda se impõe no país uma tradição cultural que coloca a infância em condição de vulnerabilidade. “Predominam ainda valores culturais que defendem para as crianças pobres o trabalho precoce como uma solução. Quando os dados das estatísticas informam o contrário, quer dizer, trabalho infantil não foi, não é e não será a solução porque ele reproduz a pobreza, a exclusão social e a exclusão escolar”, alerta Isa Oliveira.
 
A baixa eficácia da política de educação no Brasil e os desafios para geração de renda das famílias mais pobres também são apontados entre as causas para o abandono dos estudos e os altos índices de trabalho infantil.
 
“A política de educação garante o acesso através da matrícula, mas a permanência e a conclusão na idade certa, no tempo certo, não vêm acontecendo há um tempo. Por outro lado, a política de assistência social – que tem por missão atender famílias em situação de vulnerabilidade e pobreza – também não tem sido eficaz para dar apoio às famílias, para que elas tenham uma renda que seja suficiente para o sustento de seus filhos e não recorram ao trabalho das crianças para complementar a renda”, afirmou a socióloga.
 
Da Agência Brasil
 

12 de junho de 2017 às 10:51h

Cratera abre em Anel Viário de Caruaru


 
Em Caruaru, uma cratera abriu o asfalto no Anel Viário, próximo ao trecho que dá acesso ao bairro das Rendeiras. Os motoristas que passam pelo local devem redobrar atenção.
 
Em nota, a Secretaria de Urbanismo e Obras informou que está tomando as devidas providências e que “a área foi isolada novamente e será reconstruída urgentemente. A Secretaria solicita à população que não viole o isolamento, para que sejam evitados acidentes, e que seja mantido até que as obras estejam finalizadas”, diz o texto.
 

12 de junho de 2017 às 10:36h

Propaganda eleitoral começa hoje em Belo Jardim

Nesta segunda-feira, 12 de junho, começam as propagandas eleitorais das eleições suplementares de Belo Jardim, no Agreste do Estado. As ações ocorrerão no rádio, até o dia 29 de junho, das 7h às 7h10 e das 12h às 12h10”.
 
“A propaganda eleitoral mediante inserções na programação da emissora, destinadas à eleição de Prefeito, será veiculada diariamente, inclusive aos domingos, distribuídas igualmente em três blocos de audiência, das 05h às 11h, das 11h às 18h, e das 18h às 24h. Na veiculação da propaganda eleitoral gratuita, será considerado o horário de Brasília-DF”, informou o juiz da 45ª Zona Eleitoral, Demétrius Liberato Silveira Aguiar.
 
De acordo com o corregedor eleitoral, Henrique Dias, o voto é obrigatório também nesta eleição. “Para a população de Belo Jardim, que teve esse dissabor e isso não é bom para o eleitorado, não é bom para o cidadão, ele ser obrigado a votar, porque o voto anterior não valeu. Isso não é bom para ninguém. E para os candidatos também é uma frustração, mas isso ocorreu em Belo Jardim e agora vamos ter que realizar a eleição”, declarou.
 

12 de junho de 2017 às 10:03h

Mercado financeiro reduz projeção da inflação deste ano de 3,90% para 3,71%

O mercado financeiro reduziu a projeção para a inflação e para o crescimento da economia este ano. Segundo o boletim Focus, uma publicação elaborada todas as semanas pelo Banco Central (BC) com base em estimativas de instituições financeiras, a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passou de 3,90% para 3,71% este ano. Para 2018, a estimativa caiu de 4,40% para 4,37%.
 
A estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas produzidas pelo país, caiu de 0,50% para 0,41% em 2017. Para o próximo ano, a projeção de crescimento da economia passou de 2,40% para 2,30%.
 
Para as instituições financeiras, a taxa Selic encerrará 2017 e 2018 em 8,5% ao ano. Atualmente, ela está em 10,25% ao ano. A Selic é um dos instrumentos usados para influenciar a atividade econômica e, consequentemente, a inflação.
 
Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Já quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação.
 
A projeção para a cotação do dólar permanece em R$ 3,30 ao final deste ano e em R$ 3,40 no fim de 2018.
 
Da Agência Brasil
 

30 de maio de 2017 às 11:36h

Ônibus já circulam normalmente em Caruaru

De acordo com a Associação das Empresas de Transportes de Passageiros de Caruaru (AETPC), os ônibus coletivos voltaram a operar dentro da normalidade, após as chuvas que atingiram o município no fim de semana.
 
Entretanto, alguns desvios nas rotas estão sendo realizados com o objetivo de livrar buracos e atoleiros, causados pelas chuvas. Em função disso, em alguns bairros, os ônibus passam apenas pelas vias principais. O bairro José Carlos de Oliveira continua com as principais vias interditadas, o que dificulta o acesso dos ônibus ao local. No Maria Auxiliadora, os veículos não conseguem percorrer todo bairro por conta das condições das vias e estão realizando desvios na localidade.

 

30 de maio de 2017 às 11:33h

Pernambuco ganha Museu de Arte e Cultura do Agreste

Nesta sexta-feira (02), às 16h, será inaugurado o Museu de Arte e Cultura do Agreste Pernambucano, localizado no município de Agrestina, às margens da PE 149, no acesso ao município de Altinho. O espaço é uma iniciativa privada do turismólogo e empresário, Alberto Wagnê, e contará com peças que representam a cultura regional.
 

O acervo será composto por itens que pertenceram as famílias do Agreste, obras de artistas representantes da região, objetos de personalidades, e também representações da religiosidade local. “Este museu é realmente fruto do sonho de uma pessoa que deseja que os artistas e a cultura do nosso povo tenha um espaço onde possam ser evidenciados”, explicou Wagnê.
 

O acervo contará ainda com obras dos artistas Terezinha Gonzaga, João do Pífano, Amara da Mazuca, Flávio Tavares, Cirílico do Chocalho, entre outros. No último dia 25, o artista Caxiado enviou uma carta em agradecimento ao turismólogo. No texto ele fala sobre a importância da iniciativa de resgate da cultura de um povo.
 

30 de maio de 2017 às 11:19h

Comissão do Senado volta a discutir reforma trabalhista; acompanhe ao vivo


 
Em meio a um cenário de tensão e incerteza, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) volta a discutir nesta terça-feira (30) o projeto da reforma trabalhista (PLC 38/2017). A disposição do presidente da comissão, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), é de colocar o projeto em votação.
 
Após uma sessão tumultuada na semana passada, Tasso considerou lido o parecer elaborado pelo relator, senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) e concedeu vista coletiva à proposta. Senadores da oposição no entanto, não reconhecem que o parecer foi lido e, mais uma vez, ameaçam obstruir a reunião da CAE.
 
Nesta terça-feira (30), o esquema de segurança da comissão foi reforçado. A reunião, que ocorre sempre no plenário da CAE, foi transferido para o da Comissão de Direitos Humanos, que fica em outro corredor menos movimentado, o que facilita o controle do acesso, que hoje, segundo policiais legislativos, vai respeitar a capacidade da sala.
 
Da Agência Brasil
 

30 de maio de 2017 às 10:55h

Prefeitura realiza ações para diminuir problemas causados pelas chuvas em Caruaru

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, fez um balanço de todas as ações realizadas pelo Comitê de Gerenciamento de Crise, criado exclusivamente para sanar os problemas causados pelas chuvas do último fim de semana na cidade.
 
“Desde o domingo de manhã, trabalhamos para devolver a normalidade da cidade, retirando entulhos, desobstruindo vias, canais, riachos, para que as pessoas pudessem entrar e sair, pelo menos, de seus bairros, de suas casas”, explica Raquel.
 
Após decretar situação de emergência, na noite do último domingo (28), a prefeita reuniu-se com o presidente Michel Temer e o governador do Estado, Paulo Câmara, no Palácio do Campo das Princesas, no Recife, a fim de conseguir recursos para recompor a cidade. Aprovado pelo governo Federal, o recurso estará disponível para o trabalho de requalificação do município. Para isso, o Comitê vai avaliar e quantificar o que é necessário para a recomposição da normalidade dos serviços oferecidos à população, bem como a restauração das áreas afetadas.
 
Mais de 200 ruas foram danificadas; cerca de 20 árvores de grande porte causaram diversas situações de danos nas vias públicas e em veículos estacionados; parte do teto da Casa de Saúde Bom Jesus desabou, comprometendo as cirurgias eletivas; mais de 20 unidades do Programa da Saúde da Família tiveram infiltrações, avarias e alagamentos, entre outros inúmeros problemas.
 
De acordo com a Prefeitura, dentre as ações já realizadas pela Prefeitura, desde o último domingo, estão a desobstrução de quatro canais; 40 caçambas de lixo/entulho removidas de canais e ruas após a enchente; 240 m3 (ou 360 toneladas) de entulhos removidos; recolhimento de dez árvores caídas; nove postes corrigidos; além da remoção de famílias desabrigadas nos bairros João Mota, Alto da Banana e no Monte Bom Jesus.
 
As unidades de saúde de Caruaru que foram afetadas pelas chuvas já estão passando por reformas emergenciais. Uma delas é a Casa de Saúde Bom Jesus, que remarcou todas as cirurgias eletivas para a próxima semana.
 

30 de maio de 2017 às 10:24h

Sociedade se organiza para recolher donativos para vítimas das enchentes

Após as chuvas que provocaram enchentes em 15 cidades de Pernambuco, cerca de 45 mil pessoas estão desabrigadas. Agora, a sociedade se organiza para arrecadar donativos para as famílias desabrigadas em todo o Estado.
 
A Ordem dos Advogados do Brasil em Pernambuco (OAB-PE) também está arrecadando alimentos não-perecíveis, roupas, agasalhos, colchões, lençóis e água mineral. No Recife, os donativos podem ser entregues nas sedes da Seccional (Santo Antônio) e da Caape (Espinheiro) e no Ponto Caape instalado no estacionamento do Fórum Trabalhista da capital (Imbiribeira). No interior, o recolhimento ocorre na sede das 25 subseções da Ordem.
 
A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) também essa arrecadando donativos nas 38 Lojas de Atendimento da empresa. Lá podem ser entregues água mineral, alimentos não perecíveis e roupas. Todo o material recolhido será enviado para a Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe), que distribuirá para a população dos municípios atingidos pelas inundações. Os donativos podem ser entregues nas Lojas das 8h às 16h30, de segunda a quinta-feira, e das 8h às 16h, na sexta-feira.
 
Em Caruaru, os donativos podem ser deixados na Prefeitura e no Hospital Mestre Vitalino, onde serão disponibilizadas caixas de recolhimentos nas emergências principal, do ambulatório e da emergência para a coleta. O Hospital Mestre Vitalino fica localizado na avenida Amazonas, Rod. BR-104, 175, bairro Luiz Gonzaga. Também há pontos disponíveis no Detran/PE do Shopping Difusora e Caruaru Shopping, Ciretran e Terminal Rodoviário.
 
Em Santa Cruz do Capibaribe, as doações são recolhidas pelo Moda Center Santa Cruz.
 
A Secretaria das Cidades e empresas vinculadas à pasta (Grande Recife Consórcio de Transporte, Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – Detran/PE e Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal – EPTI) farão ações integradas para arrecadação de alimentos não perecíveis, água, roupas, lençóis e colchões.
 
As doações podem ser feitas:
 
Recife e RMR
 
Sedes da Secretaria das Cidades e do Detran/PE – Estrada do Barbalho, 889, bairro Iputinga;
lojas do Detran/PE nos shoppings Recife, Tacaruna, Guararapes, Costa Dourada e Plaza;  
TIP e terminais integrados de Xambá, PE-15, Aeroporto, Abreu e Lima, Rio Doce, Pelópidas, Barro, Macaxeira, Cajueiro Seco, Camaragibe, Tancredo Neves e Joana Bezerra.
 
Interior
 
Araripina – Ciretran e Terminal Rodoviário;
Arcoverde – Ciretran e Terminal Rodoviário;
Garanhuns – Ciretran e Terminal Rodoviário;
Gravatá – Ciretran e Terminal Rodoviário;
Limoeiro – Ciretran e Terminal Rodoviário;
Petrolina – Ciretran e Terminal Rodoviário;
Salgueiro – Ciretran e Terminal Rodoviário;
Serra Talhada – Ciretran e Terminal Rodoviário;
Vitória de Santo Antão – Loja do Detran/PE no Vitória Park Shopping.