9 de setembro de 2013 às 09:09h

Raquel Lyra, Miriam Lacerda e Laura Gomes seriam as próximas candidatas à Prefeitura de Caruaru?

Raquel, Laura e Miriam, com o aniversariante

Raquel, Laura e Miriam, com o aniversariante


 
Durante o aniversário do bispo Dom Bernardino Marchió, uma imagem foi bastante disputada pela imprensa local. A expectativa era conseguir fazer com que estivesse juntas as deputadas estaduais Raquel Lyra e Laura Gomes e a ex-deputada Miriam Lacerda. O abraço das três é significativo. Pela conjuntura atual, acredita-se que seriam elas as próximas candidatas ao cargo maior na administração pública da cidade.
 
Diga-se de passagem, para mostrar como legenda partidária não serve mais de nada no imaginário do povo, Raquel e Laura são do mesmíssimo partido, o PSB.
 
Também no imaginário popular, e dos analistas políticos, Laura seria apoiada por José Queiroz, Raquel pelo pai João Lyra Neto e Miriam pelo marido, Tony Gel.
 
Você acredita nessa possibilidade?
 


9 de setembro de 2013 às 08:44h

Vereador Evandro Silva quer se adiantar à Constituição e acabar com o voto secreto em Caruaru antes do resto do Brasil

Vereador Evandro Silva

Vereador Evandro Silva


 
Com informações do repórter Diego Caires
 
Na última semana foi votado, em plenário, o projeto que acaba com o voto secreto na Câmara dos Deputados, em Brasília. O texto agora vai ao Senado, onde também deve ser aprovado. Quando for colocado em prática, o fim do voto secreto vai valer, automaticamente, para estados e municípios.
 
O vereador Evandro Silva, do PMDB, quer se adiantar. Fala em apresentar um Projeto de Lei Organizacional. “Houve casos de vereadores, em legislações passadas, que diziam vota no Presidente da Casa, vota num secretário e depois diz que não foi ele quem votou”, explicou.
 
A decisão do vereador é louvável. Transparência deve ser sempre o foco dos representantes do povo.
 
O detalhe é que isso seria muito mais importante se fosse uma iniciativa anterior, teria muito mais simbolismo. Digo que apenas simbolismo, porque o voto secreto está na Constituição e os Estados e Municípios são obrigados a obedecê-la. Enquanto a PEC do Voto Aberto não for aprovada no Congresso, os vereadores em Caruaru podem apresentar quantos projetos quiserem, nenhum vai poder passar pela Comissão de Legislação e Redação de Lei na Câmara de Caruaru.
 

9 de setembro de 2013 às 08:00h

A Feira da Sulanca de Caruaru já quase funciona em novo local: Santa Cruz do Capibaribe

Moda Center Santa Cruz - Foto do Blog do Ney Lima

Moda Center Santa Cruz – Foto do Blog do Ney Lima


 
Todo o dilema da Feira da Sulanca em Caruaru pode ser resumido a um fenômeno que aconteceu nos últimos anos. Ele mostra o quanto é perigoso estender por tanto tempo essa discussão sobre a saída ou não do comércio que existe hoje no Parque 18 de Maio. Por um motivo simples: muitos comerciantes de Caruaru estão migrando para Santa Cruz. E os clientes deles vão junto.
 
Estacionamento Moda Center Santa Cruz

Estacionamento Moda Center Santa Cruz


 
A Prefeitura de Caruaru atrasa a apresentação do projeto e isso coloca mais uma ponta de dúvida na coragem política dos gestores em decidir.
 
Essa decisão pode não ser, necessariamente, a de retirar a feira, mas precisa ser tomada logo. O Moda Center Santa Cruz cresce sem enxergar o próprio horizonte, em velocidade. Vai passar por mais uma expansão. Hoje já abriga quase 11 mil comerciantes. Tem estrutura para o estacionamento de 4 mil veículos e 48 dormitórios com 3 mil leitos. Tudo dentro do mesmo complexo.
 
Quer saber a naturalidade dos vendedores? Experimente ir até lá e perguntar de banco em banco. Boa parte vai informar que é de Caruaru.
 
Só uma coisa ainda desabona a cidade. Algo que não há como ser modificado: localização geográfica. Que pode ser amenizada.
 
Hoje a BR 104, após o trecho duplicado de Caruaru, é um martírio e a PE 160, que liga a rodovia federal ao município, é comparável à Via Crucis inteira. Mas o Governo do Estado está fazendo a BR 104 e não demora para concluir a licitação que vai duplicar a rodovia estadual. Saindo da Capital do Agreste, a Capital da Sulanca estará a uma distância de 40 minutos, no máximo.
 
Façam suas apostas, com a ida de comerciantes de Caruaru para negociar no Moda Center Santa Cruz, com um local que oferece estacionamento para ônibus, abrigo do sol e da chuva, organização. Imaginem o que vai acontecer.
 

foto 2 (4)

 
Trata-se de mudar a Feira da Sulanca ou não mudar?
 
A questão não é essa. A questão é: os políticos de Caruaru criarão coragem para acabar com a discussão boba de interesses e tomar uma decisão em tempo hábil?
 

8 de setembro de 2013 às 23:18h

O Blog de Igor Maciel está de volta

Após um breve período de adaptação com o novo sistema, o Blog de Igor Maciel está de volta trazendo as principais notícias de Caruaru e região. Nossa proposta é fazer, a partir de agora, um veículo de comunicação com mais espaço para a participação dos leitores. Nosso foco é fazer com que você participe.
 
Discuta as notícias, reclame, dê sugestões. Estamos aqui para ouvir você e para interagir com suas ideias.
 
O Blog de Igor Maciel vai estar, cada vez mais, conectado com a Rádio Jornal de Caruaru, através do programa Além da Notícia e com o TV Jornal Notícias, na TV Jornal. Iremos publicar diariamente, trechos do telejornal e do programa na rádio, entrevistas exclusivas e até informações de bastidores sempre em texto e vídeo.
 
Além disso, teremos coberturas com muito mais imagens, proporcionando a quem acompanhar o blog, uma ferramenta a mais para ver o que está acontecendo na sua cidade.
 
A qualidade das notícias será nosso diferencial, com a credibilidade de sempre. Seja bem vindo, de novo, ao Blog de Igor Maciel.

6 de setembro de 2013 às 15:52h

Tonynho Rodrigues diz que, se for candidato, deve mudar de partido

Debate Rádio Jornal 06/09/13

Debate Rádio Jornal 06/09/13

Para qual partido, ainda não se sabe, mas o certo é que se for candidato a deputado federal, o empresário Tonynho Rodrigues não deve continuar no DEM, partido do qual o pai e a mãe fazem parte. Esta semana, Tony Gel declarou que ele e Miriam Lacerda não devem migrar para outra legenda.

 

Hoje, em entrevista ao programa Além da Notícia, da Rádio Jornal, Tonynho admitiu que deve mudar de sigla. “Não sei dizer ainda pra onde, até pra não levantar muita especulação, mas já recebi propostas de outros partidos e estou estudando”, afirmou.

 

Em outro momento, questionado sobre a trajetória política do pai, Tonynho admitiu que ele pode ter cometido um erro quando deixou a prefeitura em 2008 para disputar um mandato de vereador. “A repercussão foi negativa, então pode-se dizer que foi um erro. Ele tinha boa aprovação na cidade, o governo estava sendo bem mais tranquilo do que havia sido a primeira gestão, mas todo mundo só lembra que ele saiu e deixou a prefeitura com Manoel Teixeira”, disse.

5 de setembro de 2013 às 14:00h

Professores prometem ser o foco das atenções do Desfile Cívico de Caruaru

20130905-140250.jpg

Ainda em estado de greve, os Servidores Públicos da Rede Municipal de Ensino estiveram reunidos mais uma vez em Assembleia Geral Extraordinária convocada pelo SISMUC Regional , na manhã desta quinta-feira, 05, nas dependências da União Beneficente dos Artistas de Caruaru.

 

No encontro foram discutidos vários assuntos no que se referem aos últimos acontecimentos na Educação de Caruaru e também foram tratados os detalhes para a realização de um provável grande Ato Público pacífico e ordeiro a acontecer no desfile cívico do feriado deste sábado, data comemorativa dos 191 anos da Independência do Brasil.

 

O Presidente do SISMUC Regional, Eduardo Mendonça informou aos professores que estiveram participando da assembleia sobre o andamento das ações judiciais contra o executivo municipal. “Nosso departamento jurídico através das nossas advogadas estão nesta quinta-feira, em Recife para dar adiantamento aos processos, e em breve, teremos notícias, porém, a novidade fica por conta do nosso pedido de intervenção do município de Caruaru protocolado na última terça-feira, 03, na Vara da Fazenda do nosso município”, relatou Mendonça.

 

De acordo ainda com Eduardo Mendonça, o motivo que levou o SISMUC Regional, a entrar com esse pedido de intervenção no município, teve por embasamento as várias sentenças liminares não cumpridas pela prefeitura de Caruaru. “São vários os descumprimentos, a exemplo de multa diária aplicada pela Justiça por professor concursado e não nomeado. Porém, não efetivada porque entendemos que essa multa é paga com dinheiro público, em fim, muitas irregularidades constatadas na administração e que atingem diretamente a Educação local”, explicou Eduardo Mendonça.

 

“Quanto ao Ato Público do dia 07 de setembro, estaremos nos reunindo na manhã desta sexta feira na sede do sindicato juntamente com alguns camaradas para identificarmos as atividades a serem efetivadas durante este Ato”, declinou Carlos Amaral – CARLÃO – Secretário do Sindicato.


5 de setembro de 2013 às 07:01h

FBC autoriza a retirada de agricultores do cadastro de créditos não quitados

Mais R$ 400 milhões em crédito

Ministro Fernando Bezerra Coelho

 

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, acaba de autorizar que produtores de perímetros irrigados mantidos pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) sejam retirados do cadastro informativo de créditos não quitados do setor público federal (Cadin) pelo período de 12 meses. Agora, milhares de pequenos produtores que não tinham acesso ao crédito por causa do Cadin poderão ampliar sua produção. Além disso, o ministério também suspendeu a exigência de pagamento de parcelas das dívidas que venham a vencer durante o período.

 

 

A portaria 398 do órgão, publicada no Diário Oficial da União, beneficia quase nove mil agricultores inscritos no Cadin devido ao não pagamento de débitos relativos à titularidade de lotes e à utilização de infraestrutura de irrigação de uso comum – neste último caso, com a tarifa conhecida como K1. Desse total de trabalhadores, cinco mil são pequenos produtores que cultivam em áreas de, em média, seis hectares.

 

 

Produção ampliada – Com a medida, os agricultores ganham novas oportunidades para investir em suas plantações. A expectativa do governo federal é de que eles tenham acesso a cerca de R$ 400 milhões em crédito e ampliem a produção em 20 mil hectares, o que deve gerar cerca de 20 mil empregos no período de 12 meses.

 

 

“Em breve, o K1 deixará de existir para o modelo de Concessão de Direito Real de Uso, a CDRU. Isso vai ao encontro da estratégia do Ministério da Integração iniciada com a nova lei de irrigação e os mais de 10 bilhões de reais investidos no setor. Um pequeno produtor só consegue pagar a sua dívida se puder produzir e essa portaria propicia isso”, diz o secretário Nacional de Irrigação, Miguel Ivan Lacerda de Oliveira.

 

 

Oliveira explica que a nova regulamentação possibilita aos novos distritos de irrigação nascerem já emancipados. “O modelo para esses perímetros permite que a ampliação dos recursos aplicados seja compartilhada com a iniciativa privada por meio da parceria público-priva. São níveis históricos de investimento no setor”, complementa o secretário.

 

 

Cadin – Até a publicação da portaria, na última sexta-feira (30), a tarifa K1 era paga pelos produtores em parcelas ao longo de prazos que poderiam chegar a cinco décadas. A inscrição no Cadin impedia que os agricultores contraíssem quaisquer tipos de crédito de instituições financeiras, o que inviabilizava a produção.

 

 

A estiagem prolongada na região Nordeste agravou a situação de trabalhadores em determinadas culturas devido à queda do volume de produção e ao consumo de maiores volumes de água. Atualmente, os débitos dos agricultores inscritos no Cadin somam R$ 107 milhões.

 

 

4 de setembro de 2013 às 19:14h

Renegociar dívidas para “limpar nome” dá certo, diz pesquisa

renegociar

 

Renegociar as dívidas funciona. É o que mostra uma pesquisa do birô de crédito SPC Brasil, que mantém um dos maiores cadastros de inadimplentes do país. De acordo com o levantamento, 84% dos consumidores inadimplentes conseguem quitar suas dívidas após renegociar o valor diretamente com os bancos.

O estudo mostra que o percentual de consumidores inadimplentes das classes C, D e E que conseguiram chegar a um acordo com o banco é 6% maior do que os de classes A e B. De acordo com Roque PellizzaroJunior, presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (entidade responsável pelo SPC Brasil), a portabilidade de crédito incentivou a concorrência entre os bancos, que passaram a se empenhar mais para fechar acordos com os clientes inadimplentes. A portabilidade possibilita ao consumidor transferir sua dívida para outra instituição financeira, que ofereça melhores condições de pagamento.

 

Segundo os economistas do SPC Brasil, renegociações possibilitam a redução das prestações, a obtenção de juros menores e até de prazos mais longos. Se a intenção do consumidor for pagar à vista, é possível pedir um desconto no valor total da dívida.

 

O objetivo da pesquisa era traçar um perfil de quem paga e de quem não paga suas contas em dia. Foram ouvidas 1.238 pessoas das 26 capitais mais o Distrito Federal entre os dias 24 de julho e 1º de agosto de 2013.

 

A pesquisa revela que a maior parte dos inadimplentes brasileiros é da classe C, autônomo, de baixa escolaridade e com gasto fixo com aluguel. O cartão de crédito é o principal vilão, responsável pelo “nome sujo” de 46% dos inadimplentes, seguido dosfinanciamentos bancários, responsáveis pela negativação de 40% dos inadimplentes. Quase a metade dos débitos em atraso (45%) estão concentrados em valores entre mil e 5 mil reais.

4 de setembro de 2013 às 19:13h

Após mais uma negativa judicial, divulgadores começam a se irritar com Telexfree

 

telexfree

 

A situação da TelexFree (Ympactus comercial Ltda) parece não ser uma novela com final feliz. Ontem, a empresa apresentou na página oficial do Facebook mais um Plantão Telexfree. Nele, o diretor Carlos Costa afirmou não concordar com qualquer cadastro internacional por parte dos divulgadores brasileiros.

“Estamos esperando a justiça brasileira liberar nossas atividades para que possamos voltar a trabalhar”, repetiu Costa. A “conversa” não agradou muito os divulgadores/seguidores, principalmente depois de um recente desgaste com mais uma negativa judicial para que as empresa retome as atividades.

No próprio post do plantão e em outras postagens da página, os depoimentos de inquietação e revolta se mostraram recorrentes. A vítima dos ataques, agora, é a própria TelexFree, além da Justiça. Confira alguns depoimentos nada carinhosos de alguns divulgadores:

“Só embromechion…..”

“e o processo CARLOS COSTAS????? nao desconversa….chega de enrolar”

“ESTAMOS PERTO DA VITORIA. Estamos ouvindo isso há 3 meses… até quando?”

“E mais uma vez nada, nada, nada. Se for para dizer nada, não diga nada, pois já estamos cansados de nada”

“Já é um péssimo sinal. Já começa com pedido negado pelo STF”

“A Telexfree não volta, sinto muito. Não quero ser pessimista, sou divulgador e queria muito que ela voltasse, mas ela não vai voltar. Perdi a esperança”

“Cadê a Telexfree? Nâo estavam achando que ia ser essa semana? Cadê?”

“Ficar esperando a volta da Telexfree nessa altura do campeonato é o mesmo que insistir em querer ficar enxugando gelo. Podem ter certeza!”

“Carlos Costa, pelo menos devolva o que investi. Que tremenda sacanagem…preciso do meu dinheiro e ja se foram três meses…pow ninguem toma uma providência??”

“Vamos mover ações contra essa empresa e pegar nosso dinehiro de volta. Afinal, fomos enganados por divulgadores que sé pensaram neles. Hoje, estão ricos. E nós?”

“Não dá pra ficar confiante. Confiar em que? O barco já afundou faz tempo”

“Tá f…. ver toda semana falando que a vitória está perto. Tá bem perto de que ano? 2020?”

“Tudo isso é uma jogada da Telexfree. Eles sabiam que um dia isso iria acontecer. Por isso, foi bem feito pra todos nós. Vivendo e aprendendo”

“Gooooooooooooool da Telex freeee…mas o juiz anulouuu!”

“Está parecendo que é brincadeira. Será que uma banca de advogados experientes não sabem qual o instrumento que vão usar pra definir essa situação? É brincadeira, nós estamos agonizando!”