28 de outubro de 2014 às 16:33h

A bolsa voltou a subir e o dólar caiu. Após o maremoto das eleições, calmaria no mercado financeiro

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em alta nesta terça-feira (28), revertendo as perdas registradas com o “tombo” sofrido pelo mercado na véspera, um dia após a reeleição da presidente Dilma Rousseff.
 
Às 16h33, o Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, subia 3,64%, aos 52.341 pontos.
 
Por volta do mesmo horário, as ações da Petrobras (veja cotação), que recuaram mais de 12% na véspera, tinham ganho de 3,45%. Os papéis da Eletrobras (veja cotação) e do Banco do Brasil (veja cotação) também recuperavam parte das perdas da segunda-feira e subiam 5.03% e 6,93%, respectivamente.
 
O mercado brasileiro segue as bolsas do exterior, que operam com ganhos nessa terça. Os investidores por aqui também repercutem nomes que vêm sendo cogitados como possíveis substitutos de Guido Mantega no Ministério da Fazenda.
 
Operadores ouvidos pela Reuters citam que, passado o evento da eleição e com a menor volatilidade no ambiente externo, alguns agentes ainda estão zerando posições vendidas e realizando lucros, enquanto estrangeiros podem começar a buscar oportunidades na bolsa local, no aguardo de como será a política econômica do segundo mandato da presidente Dilma Rousseff.
 
Também foram citados comentários de Dilma durante entrevista ao Jornal Nacional, da TV Globo, na segunda-feira, de que novas medidas econômicas serão tomadas a partir de novembro, depois de um amplo diálogo com setores produtivos e financeiros.
 
Na segunda-feira, os mercados reagiram mal à reeleição da presidente Dilma Rousseff, e a bolsa fechou em queda de 2,77%, aos 50.503 pontos, no menor patamar desde o dia 15 de abril.
 
Nesta terça, o dólar opera em baixa após atingir o maior valor desde 2005 na véspera, reagindo ao resultado da eleição presidencial.
 


Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.