13 de maio de 2014 às 09:21h

A reconstituição do crime que manchou o futebol pernambucano

reconstituicao2
 
Do Blog do Torcedor
 
A reconstituição do crime que matou o soldador naval Paulo Ricardo Gomes da Silva, ocorrido no estádio do Arruda, logo após a partida Santa Cruz x Paraná, pela Série B, aconteceu na noite nesta segunda-feira e contou com a presença de dois dos suspeitos Everton Felipe Santiago de Santana e Luiz Cabral de Araujo Neto, cinco peritos criminais e 20 policiais. O terceiro suspeito, Waldir Pessoa Firmo Junior, se recusou a participar.
 
A reconstituição chegou a ser cancelada no início desta tarde porque os advogados dos suspeitos tinham desistido de fazer. Mas como Luiz Cabral aceitou por conta própria fazer, o advogado de Everton também aceito e tudo foi executado.
 
No trabalho de reconstituição, os dois fizeram a retirada das privadas dos banheiros do Arruda, o caminho percorrido pelas dependências do estádio tricolor e os arremessos das latrinas.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.