9 de setembro de 2014 às 16:04h

Armando cobra explicações públicas de Câmara sobre jatinho de Eduardo

O candidato do PTB ao Governo do Estado, Armando Monteiro, pediu, há pouco, em entrevista coletiva, que o candidato adversário, o socialista Paulo Câmara, esclareça alguns pontos duvidosos que existem em relação à propriedade do avião que caiu em Santos e matou o ex-governador Eduardo Campos.
 
Armando disse que tomou esta iniciativa depois de saber que o adversário revelou ter usado também o avião em campanha. O senador quer que Câmara esclareça porque não aparece em sua prestação de contas de campanha as despesas relacionadas ao uso da aeronave.
 
Armando quer também que Paulo Câmara, na condição de um aliado próximo a Eduardo, esclareça as denúncias de que o avião estava registrado numa empresa com nome de laranjas, entre os quais uma peixaria e uma empresa de vigilância.
 
Armando também disse que Câmara tem que explicar ainda o nexo que a Folha de São Paulo mostrou, ontem, envolvendo o doleiro Alberto Youssef. Parte de um pagamento do avião teria sido feita com uma empresa pertencente ao doleiro. “São todas essas informações que a opinião publica tem que saber e que o candidato é obrigado a prestar”, afirmou.
 
Armando disse ainda que Paulo Câmara, quando secretário da Fazenda, concedeu incentivos fiscais a uma empresa que assumiu a paternidade do avião e que se revela inidônea por crime de sonegação fiscal.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.