11 de novembro de 2013 às 06:40h

Armando cumpre agenda na zona da mata e reúne representantes de mais de 30 municípios

Encontro_na_Mata_Norte1_09112013
 
A presença do senador Armando Monteiro na Zona da Mata Norte de Pernambuco, no fim de semana, mobilizou lideranças de mais de 30 municípios da região, incluindo representantes da Mata Sul e Agreste Setentrional.
 
Armando cumpriu uma agenda extensa durante todo o dia, que se encerrou com um encontro que reuniu mais de 500 pessoas em Carpina. Antes disto, esteve nos municípios de Timbaúba, Aliança e Nazaré da Mata, onde conciliou reuniões de trabalho para ouvir as lideranças locais sobre demandas e projetos, concedeu entrevistas a rádios e blogs da região, e esteve em contato direto com a população.
 
Em todos os municípios, e nas mensagens que chegavam às rádios, Armando era questionado sobre a conversa que teve com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na última semana. A todos, respondeu que encontrou Lula animado e disposto a participar do processo eleitoral de 2014 em Pernambuco.
 
O senador lembrou que as conquistas obtidas nos últimos anos em Pernambuco se devem ao forte apoio dos governos Lula e Dilma, valorizado pelo desempenho do governador Eduardo Campos. Ele citou projetos como a refinaria, o estaleiro, as três unidades petroquímicas, além do pólo farmacoquímico e a instalação da fábrica da FIAT, em Goiana, na Mata Norte. “O que permitiu a vinda da FIAT foi uma decisão do presidente Lula, quando criou o regime automotivo do Nordeste, com um conjunto de incentivos fiscais que foram decisivos”, destacou.
 
Armando também alertou que, apesar dos recentes investimentos, a Zona da Mata ainda precisa de um processo de reestruturação produtiva, com o estímulo de novas alternativas econômicas. “E para isto é preciso uma ação firme do Estado, uma ação indutora. Isto significa mais infraestrutura, mais investimento nas pessoas, na educação, na capacitação, na qualificação profissional”, defendeu.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.