9 de janeiro de 2015 às 14:17h

Câmara de Caruaru aumenta gastos com vereadores e deve demitir assessores

 
Leonardo chaves
 
Com 23 vereadores eleitos e cinco suplentes, desde outubro do ano passado, a Câmara de Caruaru, tem acumulando uma despesa extra na folha de pessoal. O montante chega a R$ 45 mil, mensais, nos cofres da Casa, exclusivamente para os salários dos vereadores, que têm salários de R$ 9 mil.
 
Com pagamento previsto em lei, mesmo os vereadores afastados do cargo – desde 26 de agosto de 2014, por determinação do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) – recebem salários. o que obriga a Casa de Leis a pagar salários para 28 edis. E a conta aumentará em breve, já que o TJPE determinou que outros cinco vereadores sejam afastados e os suplentes empossados.
 
Para não infringir a Lei de Responsabilidade Fiscal, que proíbe gastos com pessoal superior a 70%, o presidente da Câmara, Leonardo Chaves, informou recentemente em uma rádio local que demitirá cerca de 90 pessoas, todos assessores dos vereadores afastados – atualmente cada parlamentar conta com nove assessores.
 
Com essa medida, os suplentes também ficam impedidos de contratar assessores, além disso, os gabinetes usados pelos vereadores afastados ficam fechados, obrigando aos novatos a utilização dos espaços comuns da Câmara Municipal.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.