7 de novembro de 2013 às 06:07h

CPI das Casas Inacabadas começa investigações

IMG_4841
 
Os membros da CPI passaram a manhã desta quarta-feira (6) vistoriando o local onde as casas deveriam ter sido construídas, no bairro do Cedro. Estavam presentes os Vereadores Gilberto de Dora (PSB), Presidente da comissão, o Relator, Ricardo Liberato (PSC), Edjaílson da Caru Forró (PTdoB), Rozael do Divinópoles (PROS), Louro do Juá (DEM) e Val das Rendeiras (PROS), que esteve na visita mesmo sem fazer parte da comissão.
 
Os parlamentares ouviram os atuais moradores do local que assumem terem invadido as casas. Eles confirmam o que o relatório da Controladoria Geral da União denunciou. “Nenhuma das vítimas da enchente vieram morar aqui. Estava tudo abandonado. Aí, como eu não tinha onde morar, tomei conta” afirma Everaldo José da Silva, atual morador de uma das habitações.
 
Um outro morador, que pediu para não ser identificado, relatou um fato que também deve ser investigado pelos parlamentares: “Na época, este terreno [onde as casas deveriam ter sido construídas] foi vendido por R$ 30 mil. Cerca de um mês depois, a Prefeitura o comprou por R$ 130 mil”.
 
A CPI das Casas Inacabadas investiga obras do governo do ex-Prefeito Tony Gel referentes à habitações populares que seriam entregues aos desabrigados da enchente de 2004. Mesmo recebendo verba de R$ 1.056.861,00 da Caixa Econômica Federal, foram erguidas apenas 24 das 150 casas previstas, e ainda assim, sem condições de moradia.
 
“Agora vamos reunir documentos e convocar pessoas para serem ouvidas pelo grupo de vereadores. A próxima reunião ficou marcada para quarta-feira (13) às 9h” afirmou o Presidente da comissão, Gilberto de Dora.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.