20 de novembro de 2013 às 08:22h

Dava pra imaginar? De olho nas eleições, PSB e PSDB se aproximam

a9317338bc2a9ec78613a0ebb718757b
 
Do JC Online
 
Um dos poucos partidos a compor oficialmente a bancada oposicionista em Pernambuco, o PSDB poderá não só ingressar na base governista, bem como integrar a chapa majoritária juntamente com o PSB, liderado pelo governador Eduardo Campos, no próximo ano. Apesar de não tratar publicamente sobre o pleito estadual, o socialista está articulando a entrada da legenda na base aliada e já teria feito, inclusive, um convite para o partido indicar um nome para a vice na chapa. Recentemente, Eduardo conversou com o presidente estadual do PSDB, Sérgio Guerra, sobre o assunto.
 
O nome cotado para integrar a chapa seria o do deputado estadual Daniel Coelho, porém ele tem um dos discursos mais críticos em relação à gestão de Eduardo Campos. Daniel tem o perfil metropolitano e seria a melhor opção caso Fernando Bezerra Coelho (PSB), de bases sertanejas, venha a ser o cabeça de chapa. O deputado tucano, no entanto, não teria topado a missão.
 
Apesar de Daniel não aceitar a indicação para a vice, já que isso poderia ter reflexos na sua imagem política, o PSDB não fechou a porta para a possibilidade de indicar o nome, que ainda será discutido internamente. Sérgio Guerra, inclusive, já estaria conversando com os tucanos mais “rebeldes”, que na Assembleia Legislativa são representados pelo próprio Daniel, Terezinha Nunes e Betinho Gomes. A ordem é não bater de frente com o PSB e não descartar a composição com os socialistas.
 
O secretário-geral do PSDB, Betinho Gomes, inclusive, afirmou ontem que “não está descartada uma aliança com o PSB (no pleito estadual) porque o diálogo pode existir”. Segundo ele, a aproximação “vai depender de quem será o candidato”. Questionado, o tucano não quis dizer qual socialista teria mais simpatia do seu partido. A declaração foi feita ao falar sobre o encontro regional do PSDB-PE, que será realizado na próxima sexta-feira (22), em Jaboatão dos Guararapes. A discussão sobre candidatura própria, porém, não estará na pauta do evento, que é o terceiro realizado este ano em Pernambuco.
 
Há cerca de um mês, Betinho Gomes criticou os rumores de que sua legenda teria sido convidada para fazer parte do primeiro escalão do governo Eduardo. O PSB iniciou as articulações com os tucanos após a saída do PTB e do PT da sua gestão socialista e considera prioridade ter um partido de grande porte como aliado para a disputa estadual do próximo ano.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.