22 de janeiro de 2014 às 09:19h

“Democrático”, Eduardo nomeia o menos votado para desembargador

Desembargadores são escolhidos pelo governador do Estado, mas antes, para que haja participação e democracia, acontece uma votação. O normal é que o mais votado seja o escolhido. Isso satisfaz o judiciário e não tira o poder de decisão do governador.
 
Em Pernambuco aconteceu diferente. Terceiro colocado na votação pelo Pleno do Tribunal de Justiça, o promotor Evandro Magalhães foi o escolhido pelo governador Eduardo Campos para desembargador do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) na vaga do Quinto Constitucional.
 
A mais votada foi Dayse Maria de Andrade e a segunda Sueli Gonçalves. A posse está marcada para amanhã, às 17 horas, no gabinete da Presidência, no Palácio da Justiça.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.