25 de setembro de 2013 às 08:37h

Depois de muita confusão, vereadores governistas derrubam pedido de CPI no plenário

 
No fim acabou se cumprindo aquilo que o blog já havia publicado aqui. Mesmo com o número de assinaturas necessário, não havia como fazer a CPI da CGU ser aprovada pela Câmara de Caruaru. A razão é matemática. Mesmo com a crise e com algumas dissidências, o prefeito José Queiroz ainda tem maioria expressiva na Casa Jornalista José Carlos Florêncio. E aí, valeu a experiência do presidente Leonardo Chaves (PSD).
 
Sem dar tempo para nenhum tipo de articulação, Leonardo abriu votação no Plenário para aprovar ou não a CPI. Os membros da oposição ainda conseguiram o voto de três vereadores da bancada do governo. Mas a situação, mesmo assim continuou com 11 votos. Para ser aprovada em plenário a CPI precisava de maioria simples. Foi derrotada.
 
Houve revolta por parte dos vereadores de oposição, que ameaçam, inclusive, entrar na justiça pela forma como o processo foi conduzido.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.