7 de novembro de 2017 às 11:00h

Deputado protesta contra aumentos no preço do gás de cozinha

Após mais um aumento no preço do gás de cozinha que, no ano, acumula alta de 16%, o deputado Estadual Rodrigo Novaes (PSD) usou o Plenário da ALEPE para criticar os reajustes promovidos pela Petrobras no ultimo domingo (05), quando o gás sofreu um reajuste de 4,5%.
 
O parlamentar disse que são esperados novos aumentos, o que pode transformar o produto em “artigo de luxo”. Em Pernambuco, um botijão chega a custar R$ 80, segundo levantamento do Governo Federal realizado no final de outubro. “Imaginem a dificuldade de quem recebe um salário mínimo e tem de gastar quase 10% da renda em um botijão de gás. Daqui a pouco, as pessoas mais pobres voltarão a usar o fogão à lenha”, protestou o deputado.
 
O parlamentar propôs que sejam oferecidos subsídios para a populações de baixa renda para a compra do gás de cozinha e sugeriu à Comissão de Desenvolvimento Econômico que convide, para explicações, membros da bancada de Pernambuco no Congresso Nacional e o ministro de Minas e Energia, o deputado federal pernambucano licenciado Fernando Coelho Filho (sem partido). “A Petrobras e o Governo Federal, mesmo precisando se reerguer, têm de entender que o povo brasileiro é muito carente e passa necessidades. Uma política de preços como essa é inconcebível”, afirmou.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.