25 de junho de 2014 às 07:54h

Dia de São João em Caruaru com apresentações especiais de caruaruenses e artistas nacionais

_MG_1015
 
A noite fria do dia 24, data oficial do Santo Festeiro, não foi motivo para que turistas e forrozeiros ficassem em casa. No palco principal do maior e melhor São João do Mundo, se apresentaram renomados artistas caruaruenses, além de cantores, nacionalmente, conhecidos.
 
A animação começou com Heleno dos 8 baixos que está prestes a realizar mais uma turnê pela Europa. O artista é caruaruense e reside em São Paulo há anos. No seu repertório, não faltaram músicas como “Esse Xote”, “Pé de Lã”, “Catarina” e “Segura o Boi”. Também teve a participação especial de alunos da Escola de Sanfona de 8 Baixos de Caruaru que tocaram “Balanço” e “Baião da Amizade” que é de autoria do ex-aluno, Ivisson, que fez parte da mesma escola e, atualmente, é professor.
 
A segunda atração também foi um caruaruense querido: Erisson Porto. Seu show foi uma mescla de canções autorais como “À Cidade Caruaru”, “Trilheiro” e “Beija Flor”, além de composições de Luiz Gonzaga, Antonio Barros e Cecéu, Alceu Valença e Lenine. Chamou a atenção do público o seu figurino que trouxe elementos específicos da cultura caruaruense e pernambucana, como o Monte Bom Jesus, o Mané Pãozeiro do mestre Galdino e Luiz Gonzaga, todos feitos à mão pela estilista Mariah Araújo, exclusivamente confeccionados para esse show.
 
O feriado também foi marcado pela presença do paraibano Zé Ramalho que desembarcou na Capital do Forró com seu “Táxi Lunar”, música de sucesso que arrancou muitos aplausos dos turistas. Mas se engana quem acreditou que sua apresentação se restringiu apenas ao ritmo dos festejos juninos. Com 40 anos de carreira, ele levou os fãs ao delírio ao interpretar, sob a regência de sua viola afinada, vários hinos da Música Popular Brasileira (MPB). Os destaques ficaram por conta de “Chão de Giz”, “Admirável Gado Novo”, “Avôhai” e “Entre a Serpente e a Estrela”. Todas com sua assinatura. E ainda teve tempo para o cantor colocar sua voz vibrante em canções de Raul Seixas.
 
O dia de São João terminou com o romantismo de Vicente Nery. Em vários momentos do show, o público cantava em coro suas músicas como “Ponto Final”, “Nunca Mais”, “Sem Céu e Sem Chão” e “Senhorita”. “É uma energia muito positiva o público de Caruaru. Cantar nessa festa é uma honra.”, declarou Vicente Nery.
 
Comida gigante – Nessa terça-feira (24) aconteceu a festa do Maior Arroz Doce ao som de muito forró na rua 3 de maio, tradicional por realizar festejos juninos desde a década de 60. A festa acontece há 18 anos e foram servidos 250 quilos de arroz para mais de três mil pessoas.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.