16 de setembro de 2015 às 10:05h

Dilma anunciará reforma administrativa

Presidente Dilma Rousseff durante reunião com líderes da base aliada.                      Foto: Roberto Stuckert Filho/PR.

Presidente Dilma Rousseff durante reunião com líderes da base aliada.
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR.


 
Nessa terça-feira (15) a presidente Dilma Rousseff reuniu por cerca de quatro horas ministros e líderes da base governista no Senado para discutir as medidas anunciadas para restabelecer o equilíbrio fiscal do país e fazer face à crise financeira. Presente no encontro o líder do PT, Humberto Costa (PE), levou a Dilma a necessidade de aprofundar o diálogo com o Congresso Nacional e cobrou a apresentação aos brasileiros da reforma
administrativa da máquina e abertura de um canal de negociações com os servidores públicos federais.
 
Segundo o líder do PT no Senado, a presidente estava motivada com a pauta e empenhada em provar à base que as propostas sustentam um ajuste importante para a economia. “Dilma falou bastante e ouviu com atenção todos os líderes. Na semana que vem, ela garantiu que vai fazer o anúncio de redução de Ministérios, cortes de DAS e outras medidas de enxugamento da máquina. Disse, também, que os ministros já estão instruídos a investir nessa conversa com os nossos servidores”, explicou.
 
A reforma deve incluir o corte de até dez ministérios, a união de empresas e o corte de cargos comissionados do Governo Federal. Tudo deverá ser
anunciado até a próxima quarta-feira, um dia antes da presidenta viajar a Nova Iorque, onde abrirá a Assembleia-Geral da Organização das Nações
Unidas (ONU).
 
A medida chegou à Câmara dos Deputados, em caráter de urgência constitucional, e pode render, segundo as expectativas, até R$ 75 bilhões. “A presidenta e os ministros concordaram com essa minha visão e se comprometeram a dar mais atenção ao tema”, explicou Humberto. De acordo com
ele, as demais propostas apresentadas na última segunda-feira devem começar a chegar ao Congresso até a próxima semana.
 


Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.