28 de abril de 2014 às 08:45h

Disputa por jogadores do lado contrário… Armando e Câmara contabilizam adesões do palanque adversário

afranio-624x414
 
No final de semana marcado pelas acusações de que o PSB estaria usando uma “bolsa eleição” para cooptar prefeitos adversários usando a máquina pública do Governo do Estado, os dois principais candidatos a governador fizeram questão de expor a adesão de prefeitas do partido adversário. Neste domingo (27), enquanto Armando Monteiro (PTB) recebeu o apoio da prefeita de Afrânio, Lúcia Mariano (PSB), Paulo Câmara (PSB) ganhou o endosso da prefeita de Arcoverde, Madalena Britto (PTB).
 
“Com quem eu converso, só escuto uma certeza: o senador Armando Monteiro é o mais preparado para fazer nosso Estado avançar e garantir que a gente amplie as parcerias e possa levar o desenvolvimento a todas as pessoas, a todas as regiões”, disse Lúcia Mariano, durante um ato em Petrolina.
 
“Não posso ficar contra os candidatos de Eduardo Campos, que fez muito por nossa cidade. Minha decisão foi pelo melhor para Pernambuco e para Arcoverde”, afirmou Madalena Britto, no próprio município.
 
arcoverde-580x386
 
Lúcia Mariano desembarcou no palanque de Armando porque o marido, o deputado estadual Adalberto Cavalcante, migrou para o PTB. Já Madalena Britto diz ser grata pelo apoio do Governo do Estado; mas Armando, que denunciou a oferta de recursos e obras estaduais para atrair o apoio do prefeitos petebistas, alega que o PSB ofereceu R$ 11 milhões em obras para a gestora.
 
Arcoverde não foi o único município cujo prefeito abandonou o palanque de Armando. Em Gravatá, Bruno Martiniano (PTB) também aderiu ao PSB, queixando-se da falta de apoio do governo federal (a presidente Dilma Rousseff, do PT, apoia o senador). Para o candidato petebista, porém, Martiniano é que não foi capaz de captar o dinheiro do Planalto.
 
“Senador, se tem uma coisa que deu certo em Pernambuco e acima de tudo aqui no Sertão foi a parceria com o governo federal. Nós precisamos continuar essa parceria”, discursou Mariano, num tom contrário ao de Martiniano.
 
PALANQUE REFORÇADO – A adesão das duas prefeitas ganhou ainda mais destaque porque ambos os candidatos movimentaram os principais aliados para angariar os apoios.
 
Presente a festa da Divina Misericórdia, que costuma atrair 20 mil pessoas para Arcoverde, Paulo Câmara foi acompanhado pelo vice, o deputado federal Raul Henry (PMDB), e pelo candidato ao Senado, o ex-ministro da Integração Fernando Bezerra Coelho (PSB), que assumiu a defesa de Madalena.
 
Ainda sem vice, Armando também contou com o candidato ao Senado, o deputado federal João Paulo (PT), e outros aliados como o senador Humberto Costa (PT), os deputados federais Silvio Costa (PSC) e Paulo Rubem Santiago (PDT), além do prefeito de Petrolina, Julio Lóssio (PMDB).
 
A concentração maior de aliados petebistas se justifica porque, também neste domingo, o senador realizou a segunda plenária do Pernambuco 14, espécie de encontro em que são levantadas propostas para o programa de governo do PTB, em Petrolina.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.