7 de janeiro de 2015 às 08:25h

Dois colégios de Caruaru entre os 35 melhores do Estado

O ranking, que está disponível no site do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), mostra informações do aproveitamento das escolas, com as notas por área do conhecimento, da redação, e também a nota geral do colégio. O Diocesano e Colégio Atual Caruaru ficaram entre as 35 melhores escolas de Pernambuco, entre as 547 listadas na planilha do Inep.
 
Os dois colégios em destaque ficaram em posições à frente de outras escolas de referência no Estado, como os Colégios Madre de Deus (37º), Salesiano (39º), Motivo (40º), DOM (41º), Americano Batista (42º) e ainda, de colégios como Santa Emília, Lubienska e Dourado. É a Capital do Agreste cada vez mais se preparando para o futuro, que chega mais exigente, e formando os jovens com mais excelência para o mercado de trabalho e para a vida.
 
Segundo o novo Diretor de Ensino do Colégio Atual Caruaru, contratado para dinamizar e otimizar essas necessidades do futuro, Eduardo Barbosa (chamado carinhosamente pelos professores e alunos por João Grandão), as instituições de ensino que quiserem proporcionar aos jovens melhores condições de sucesso terão grandes desafios. Entre eles, ter uma equipe de professores cada vez mais capacitados, com uma formação contínua, a elaboração de novos instrumentos de avaliação, que privilegiem as competências e habilidades, o acompanhamento dos alunos, com o estabelecimento de planos de estudos individualizados, o trabalho em parceria, com materiais didáticos de proporcionam uma maior rapidez na atualização dos conteúdos, e a aplicação do maior número de simulados, seguindo a modelagem Enem, com questões inéditas.
 
“A escola que não se estabelecer como um grande centro de aprendizagem e tiver isso determinado em todos os seus processos, desde o plano de ensino até a reavaliação dos instrumentos de aprendizagem, passando pela reescritura da redação, não poderá oferecer aos estudantes o que eles realmente precisam”, completa Eduardo Barbosa.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.