5 de março de 2014 às 06:50h

Em campanha, Eduardo Campos reforça a democratização do Carnaval em Pernambuco

AMF_3037
 
“É gratificante passar pelos municípios pernambucanos e perceber a força e o crescimento da nossa cultura. Nós fizemos um Carnaval democrático, irreverente e tranquilo. É uma alegria ver o Brasil falando da nossa cultura e não só a festa de Recife ou Olinda, mas também as manifestações do Interior”. Foi o que disse o governador Eduardo Campos, durante sua passagem pela Mata Norte, nesta terça-feira (04/03).
 
No início da tarde, o chefe do Executivo estadual e sua equipe visitaram o município de Aliança, e conferiram de perto diversas apresentações de grupos populares no 24º Encontro Estadual dos Maracatus de Baque Solto de Pernambuco. Em seguida, o governador se dirigiu a Timbaúba, onde percorreu o trajeto de 2,5 quilômetros realizado por um bloco popular na cidade, que reuniu mais de cinco mil pessoas.
 
“Hoje, após anos de incentivo do Governo do Estado e de setores da sociedade, temos mais 150 maracatus no Interior e na Região Metropolitana do Recife”, comemorou o governador, ressaltando a importância da preservação da cultura popular pernambucana. Eduardo também lembrou que o encontro de maracatus começou em 1990 e foi idealizado pelo rabequeiro Mestre Salustiano (1945-2008).
 
A maratona carnavalesca do governador começou no último sábado (1º/03), no desfile do Galo da Madrugada, no Recife. No domingo, Eduardo levou mensagens para os foliões do Agreste, nos municípios de Bezerros e Pesqueira. Na segunda-feira, além de participar do Encontro de Maracatus na Casa da Rabeca, em Olinda, que fica na Região Metropolitana do Recife, Eduardo visitou os municípios de Nazaré da Mata, Tracunhaém, Paudalho e Chã de Alegria, todos na Mata Norte.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.