20 de novembro de 2015 às 12:05h

Em Caruaru, Ministério Público pede suspensão da contratação de empresas de ônibus

O Ministério Público de Pernambuco pediu a suspensão dos contratos das três empresas vencedoras da licitação para a concessão de linhas de ônibus em Caruaru, Agreste pernambucano. O pedido foi ajuizado via ação cautelar preparatória com solicitação de liminar contra a Destra e as empresas Coletivo, Tabosa e Capital do Agreste.
 
Os contratos foram assinados no dia 24 de agosto e estão previstos para valer do próximo domingo (22). As assessorias da Destra e da Associação das Empresas de Transportes de Passageiros de Caruaru (AETPC) informaram que até esta quinta-feira (19) não haviam sido notificadas.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.