27 de dezembro de 2013 às 16:10h

Em inquérito, delegado aponta líderes e articuladores do que seria a organização criminosa formada por vereadores de Caruaru

O delegado Erick Lessa afirmou que a conclusão do inquérito já seguiu para o Ministério Público que deve abrir o processo contra os dez vereadores de Caruaru. Eles devem ser acusados de corrupção passiva, concussão e organização criminosa. De acordo com Lessa, os líderes da suposta quadrilha seriam os vereadores Val de Cachoeira Seca, Sivaldo Oliveira e Cecílio Pedro.
 
Entre os principais articuladores está o vereador Eduardo Cantarelli, ainda de acordo com o delegado. Segundo ele, Jadiel Nascimento admitiu ter recebido R$ 30 mil para assinar a CPI contra a prefeitura.
 
Se forem condenados, os vereadores podem pegar pena de até 56 anos. Em instantes mais informações.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.