17 de abril de 2014 às 08:19h

Em nota, depois de retirar relógio da rua da Matriz, Prefeitura afirma que tentou negociar antes de decisão judicial

IMG-20140416-WA0014
 
Em virtude da requalificação das Avenidas Rio Branco, Manoel de Freitas, Agamenon Magalhães e Oswaldo Cruz, algumas intervenções estão sendo realizadas, como, por exemplo, a retirada de algumas barracas ao longo da avenida. No início da noite desta quarta, 16, para evitar maiores transtornos ao trânsito, a Prefeitura deu início à retirada do relógio, localizado no canteiro central da Praça Henrique Pinto. O equipamento não se enquadra ao novo projeto urbanístico, além de provocar poluição visual.
 
A Prefeitura de Caruaru tentou por várias vezes chegar a um acordo com a pessoa que utiliza comercialmente o equipamento, mas não obteve êxito. O município procurou a Justiça e o juiz Jefferson Félix, da 2ª Vara da Fazenda, decidiu que o município pode revogar seus próprios atos de acordo com a necessidade. Dessa forma, foi publicado no Diário Oficial do município um decreto revogando a permissão de uso de bem público que respaldava a manutenção do relógio. Novos relógios digitais serão instalados ao longo do canteiro central das avenidas.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.