9 de setembro de 2013 às 09:50h

FBC diz que presidente vai receber prefeitos do Nordeste para anunciar cisternas

Mais de 300 prefeitos vão assinar convênios para construção de cisternas

Mais de 300 prefeitos vão assinar convênios para construção de cisternas


 
O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, anunciou, que a presidente da República, Dilma Rousseff, vai receber em cerimônia no Palácio do Planalto, nesta terça-feira (dia 10), mais de 300 prefeitos do semiárido nordestino, para assinatura de um convênio direto, entre o Governo Federal, através do Ministério da Integração Nacional, e os municípios, para a instalação de mais de mil sistemas simplificados de abastecimento de água.
 
O convênio direto que será assinado entre o Ministério da Integração Nacional e 336 prefeituras, que enfrentam uma das mais severas estiagem verificadas na região, faz parte do esforço do governo federal de aumentar a oferta de água no semiárido. Fernando Bezerra Coelho citou que, apenas em Pernambuco, mais de 56 mil cisternas foram instaladas, mais de 3 mil poços estão sendo perfurados e vão ser construídas cerca de 1.100 pequenas barragens, em nível de propriedade, para ampliar a oferta de água para as atividades produtivas da agricultura familiar. “Nós estamos investindo, até o final de 2014, quase R$ 5 bilhões na implantação de 750 mil cisternas em toda a região”, detalhou o ministro da Integração Nacional.
 
A maior de todas as obras hídricas da região também foi assunto da entrevista. O Projeto de Integração do Rio São Francisco em fase de total remobilização, com mais de 6 mil homens contratados e 2 mil máquinas e equipamentos em atividade deve ter cem quilômetros de água rolando no eixo leste e cem quilômetros de água no eixo norte, até o próximo ano. Toda a obra estará concluída em 2015, afirmou o ministro.
 
Fernando Bezerra Coelho disse que os recursos são aplicados na obra da transposição ao mesmo tempo em que grandes sistemas de abastecimento de água começam a ser implantados nos estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará. “Por exemplo, a Adutora do Agreste, que está em execução e vai atender 60 municípios pernambucanos, vai captar água do eixo leste da transposição”, explicou.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.