18 de novembro de 2013 às 07:14h

Gilberto de Dora afirma que vai deixar o plenário sempre que Jajá for à Tribuna da Câmara em Caruaru


 

 
Com informações do repórter Diego Caires
 
Na última sessão da Câmara, esvaziada pela véspera do feriado, o clima esquentou entre os vereadores Jajá (PPS) e Gilberto de Dora (PSB). Tudo porque o vereador da posição reclamava de subserviência, por parte dos colegas da situação, à prefeitura.
 
Em certo momento, Jajá chegou a afirmar que os edis da situação eram capachos do prefeito José Queiroz. A expressão deixou Gilberto de Dora exaltado.
 
Ao tomar a palavra, Gilberto ameaçou o colega com o Conselho de Ética da Casa e afirmou que não ia mais ficar escutando o que Jajá dizia.
 
“Se continuar o desrespeito contra os demais colegas, eu vou me retirar toda vez que esse vereador (Jajá) se dirigir à tribuna”, afirmou Gilberto. E completou: “No início eu até relevei, pela inexperiência do colega. Mas, agora não tem mais inexperiência e passou do limite”.
 
Jajá reagiu: “Pode botar na comissão de ética mil vezes que eu nunca tive medo e nem vou ter. Alguns aqui só fazem o que o prefeito quer. Fazem sim. E eu não tiro minha palavra”, desabafou Jajá, antes de bater com a mão na mesa e encerrar o discurso.
 
Os vídeos mostram parte da discussão.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.