23 de novembro de 2015 às 17:06h

Governador faz campanha contra a flexibilização do Estatuto do Desarmamento

O fortalecimento do Estatuto do Desarmamento foi tema de uma reunião convocada pelo governador Paulo Câmara, que reuniu o ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, parlamentares, especialistas em segurança pública e representantes da sociedade civil no Palácio do Campo das Princesas, nesta segunda-feira (23).
 
O ato suprapartidário pela preservação e fortalecimento Estatuto, considerado pioneiro no país, é para lutar contra a aprovação do projeto de lei, em tramitação no Congresso Nacional, que permite às pessoas andarem armadas nas ruas.
 
No encontro Paulo falou sobre a atuação do Pacto pela Vida, cujo objetivo é a redução de homicídios e a preservação de vida e, que desde 2004, já recolheu mais de 10 mil armas em Pernambuco. “Esse foi o pontapé inicial de uma discussão que já vinha sendo feita no Brasil. Mas que, nos últimos meses, temos nos aprofundado. Pernambuco, diante do desafio que é fazer segurança pública no Brasil, sabe que a flexibilização do Estatuto do Desarmamento precisa ser combatida incansavelmente”, defendeu o governador.
 
“É fato que o Brasil é um país violento. É fato que nós temos que estar juntos para enfrentar essa violência. É fato que hoje o Governo Federal pretende dialogar com os Estados na formação de um pacto de redução de homicídios, onde vários elementos foram aqui trabalhados em Pernambuco, com o Pacto pela Vida, lançado pelo ex-governador Eduardo Campos”, salientou o ministro Cardozo.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.