24 de março de 2014 às 06:58h

Governo João Lyra vai começar enfrentando processo da OAB por situação das prisões

eduardo-JoaoLyra-HS
 
O advogado Pedro Henrique Reynaldo, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Pernambuco, assinará uma petição inédita no Estado de Pernambuco, no próximo mês de abril.
 
A entidade vai entrar com uma ação civil pública contra o governo do Estado cobrando condições mais adequadas no sistema prisional do Estado. O Supremo Tribunal Federal (STF) admite a possibilidade, mas o instrumento nunca foi usado no Estado.
 
A iniciativa deve causar alguma ciumeira no Ministério Público do Estado (MPPE), a quem, em tese, caberia a iniciativa.
 
A querela judicial vai acabar sobrando para a gestão João Lyra, em seu primeiro mês de governo.
 
A entidade planejava entrar com a ação contra o Estado ainda com Eduardo Campo no poder, mas o relatório elaborado para embasar a petição acabou não ficando pronto a tempo.
 
O estudo está sendo preparado pelo advogado Adeildo Nunes, que durante muitos anos cuidou da vara de execuções penais do Estado, pelo Tribunal de Justiça do Estado.
 
O evento está marcado para o dia 25 de abril próximo, na própria OAB.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.