18 de agosto de 2014 às 16:58h

Inelegível, Renata Campos fecha com Beto Albuquerque para vice de Marina Silva

Por Fernando Castilho
No Blog de Jamildo
 
O líder do PSB na Câmara, Beto Albuquerque (RS) deve ser escolhido, formalmente, nesta quarta-feira, candidato a vice-presidente na chapa de Marina Silva. Ele tem o apoio da viúva do ex-governador de Pernambuco e candidato à presidência da República Eduardo Campos, Renata Campos, de toda a representação de Pernambuco (que controla burocraticamente o partido) e da maioria esmagadora do partido pelo Brasil, segundo revelou nesta manhã ao Blog de Jamildo um integrante do partido com interlocução direta com o grupo pernambucano do PSB.
 
A reunião de hoje pela manhã foi para definir a estratégia de apoio a Paulo Câmara que terá “ai sim” a presença constante de Renata Campos que nunca cogitou ser vice de Marina. Primeiro pela condição de servidora pública estadual (ela é funcionária do TCE) o que pela legislação eleitoral a obrigaria afastar-se por pelo menos 90 dia sentes da eleição. E depois porque ela deseja estar em Pernambuco dando atenção aos filhos e deseja estar envolvida na campanha de Paulo Câmara.Finalmente porque para ela a escolha de Beto Albuquerque é natural pelo seu perfil no partido.
 
Segundo o informante do Blog a expressão à disposição do partido contida na carta que Renata Campos divulgou hoje pela manhã, se refere a Pernambuco e não em nível nacional.
 
Beto Albuquerque foi a pessoa que foi conversar com Marina Silva ainda da quinta-feira e foi quem levou à Executiva Nacional a decisão dela de atender a convocação. Beto Albuquerque segundo esse interlocutor que falou ao Blog sob condição de anonimato, inclusive já conversou com Renata e outros dirigentes do partido obtendo ainda a maioria de “mais de 90%” do PSB segundo a fonte do Blog.
 
A vantagem de Beto sobre os outros candidatos não é só contar com apoio total de Renata Campos. Mas porque foi com ele com quem Eduardo Campos conversou em termos de alianças partidárias e que passou a ser o interlocutor com eles tanto no Congressos como na operação da campanha até agora.
 
Finalmente, ele é o representante da área ideológica do PSB que tem história no partido e que ainda conversa com a área ideológica da Rede de forma bastante amigável. Segundo esse integrante do PSB de Pernambuco, a reunião de ontem pela manhã no Recife foi para “sacramentar” a decisão da família de Renata Campos em vestir Pernambuco de Paulo Câmara, depois que a questão do vice-presidente foi pacificada sem maiores problemas.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.