30 de setembro de 2013 às 16:30h

Integração Nacional destina recursos para estruturação da Rota do Mel em Pernambuco

Ministério instala Casa de Mel no Sertão pernambucano

Ministério instala Casa de Mel no Sertão pernambucano

Especialistas na produção de mel, os apicultores das regiões dos municípios de Araripe, Pajeú e Moxotó, em Pernambuco, já podem prever o aumento da capacidade de produção e comercialização do produto. Três casas do mel estão sendo instaladas nas comunidades rurais de Afogados da Ingazeira, Araripina, Inajá, Moreilândia e Santa Filomena. O projeto é parte do programa ‘Rotas da Integração Nacional’ e recebeu investimento de mais de R$ 5 milhões, que vão atender a cerca de 210 famílias do sertão pernambucano.
 
Administrados pela Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), do Ministério da Integração Nacional, os recursos foram repassados para a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) que, por sua vez, é a responsável pela capacitação e estruturação do projeto junto aos apicultores. “Já foram executadas 85% das obras. Nossa expectativa é que, nos próximos 45 a 60 dias, elas estejam concluídas. Será um incremento de 200 toneladas anuais na capacidade de produção apícola desses cinco municípios”, explica o engenheiro agrônomo da Codevasf, Antônio Paulo.
 
Após a entrega das casas do mel, os beneficiários receberão capacitação empresarial, cursos de técnicas de apicultura, além de 500 kits com material apícola, como colmeias, suportes indumentárias, botas e luvas. Mais de dois mil produtores serão beneficiados.
 
De acordo com o coordenador geral de programas sub-regionais da SDR, Marcos Sant’Ana, o projeto visa a inclusão socioeconômica das localidades, nos mercados nacionais e internacionais de produção, consumo e comercialização. “Nosso objetivo é gerar oportunidades econômicas e sociais para o desenvolvimento dessas regiões, levando em consideração as realidades e o potencial de cada uma delas”.
 
Rotas da Integração Nacional – Criado pela Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), o programa “Rotas da Integração” tem como objetivo a estruturação da cadeia produtiva e a integração econômica das regiões menos desenvolvidas do país. Composto pelas rotas do Cordeiro, da Economia Criativa, das Frutas, da Mandioca, do Mel e do Peixe, o projeto contempla também as centrais de comercialização de produtos oriundos das respectivas cadeias produtivas, contribuindo para a consolidação das redes de Arranjos Produtivos Locais (APLs), um dos principais objetivos da Politica Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR).

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.