27 de outubro de 2016 às 08:36h

Justiça impugna mais uma pesquisa eleitoral em Caruaru

A Justiça Eleitoral em Caruaru concedeu decisão liminar, nessa quarta-feira (26), determinando que a pesquisa do Instituto Veritá não seja divulgada até que sejam esclarecidas omissões observadas no registro da pesquisa.
 
De acordo com parecer da juíza Orleide Rosélia Nascimento Silva, da 105ª Zona Eleitoral, responsável pelas pesquisas eleitorais, não consta no registro da pesquisa informações quanto à nota fiscal, documento que comprova a origem dos recursos gastos na pesquisa, bem como em relação à área em que foram realizadas as entrevistas.
 
Ainda segundo o documento, caso a empresa divulgue os resultados da pesquisa sem suprir as omissões apontadas na decisão, será aplicada multa no valor de R$ 32 mil.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.