27 de fevereiro de 2014 às 08:43h

Licitação da Central do Carnaval incluía banheiros de 55 mil e camarins para autoridades de R$ 16 mil

Antes do cancelamento dos camarotes que seriam instalados na Central do Carnaval, localizada no Marco Zero, a Prefeitura do Recife assinou em janeiro deste ano uma licitação de R$ 2,1 milhões para contratação dos serviços. Banheiros classificados como “super-luxo” (R$ 55 mil) e camarins para o prefeito do Recife e o governador do Estado, orçados em R$ 16.530, estão entre os itens descritos no documento.
 
O edital foi assinado no dia 30 de janeiro e revogado em 10 de fevereiro.
 
No Diário Oficial do Recife, no dia 11 de fevereiro, foi publicada uma nota afirmando que a licitação estava revogada “por razões de interesse público, com base no artigo 49 da Lei Federal nº 8.666/93″.
 
Com a suspensão dos camarotes oficiais da prefeitura, o Armazém 12, no Marco Zero, vai abrigar um Posto de Comando Integrado, que vai reunir a Secretaria de Defesa Social e a Guarda Municipal do Recife.
 

 
Com informações do NE10

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.