27 de junho de 2014 às 08:50h

Lideranças do PSB na RMR garantem apoio a Armando e João Paulo

ARMANDO MONTEIRO EM ENCONTRO COM LIDERANCAS DO PTB JOVEM
 
As pré-candidaturas do senador Armando Monteiro (PTB) ao governo do Estado e do deputado federal João Paulo (PT) ao Senado receberam um reforço na Região Metropolitana. Dois arraesistas históricos das cidades de Abreu e Lima e Camaragibe agora apoiam a coligação “Pernambuco Vai Mais Longe”, que será homologada neste domingo (29), em convenção a ser realizada a partir das 9h, em Caruaru, no Agreste. O pré-candidato a vice governador na chapa é o deputado federal Paulo Rubem (PDT).
 
Armando e João Paulo receberam nesta quinta-feira (26) o apoio de uma importante liderança da área norte do Grande Recife. Três vezes prefeito de Abreu e Lima e ligado historicamente ao falecido ex-governador Miguel Arraes, Jerônimo Gadelha é mais um quadro do PSB a acreditar no projeto da coligação “Pernambuco Vai Mais Longe”.
 
Acompanhado de seu grupo político no apoio a Armando Monteiro e João Paulo, Gadelha foi o primeiro prefeito de Abreu e Lima, que, em 1982, se emancipou de Paulista. “Vou apoiar Armando porque ele é um homem sério, firme nas ações e nas ideias”, afirmou o ex-prefeito, que conseguiu eleger seus sucessores por duas oportunidades. “É o melhor para Abreu e Lima e para Pernambuco”, salientou Gadelha.
 
Camaragibe – Em ato que reuniu cerca de 500 pessoas, na noite de quarta-feira (25), o ex-candidato a prefeito de Camaragibe Demóstenes Meira (PSB) formalizou seu apoio a Armando e João Paulo. Meira, uma liderança histórica do PSB e ligado ao ex-governador Miguel Arraes. O socialista declarou, ontem, que aprendeu a gostar do trabalho desenvolvido por Armando através do ex-governador Eduardo Campos (PSB).
 
“Por que eu decidi apoiar a candidatura de Armando? Eu aprendi a gostar de Armando Monteiro e de seu trabalho por causa de Eduardo Campos. Foi o ex-governador que me disse, lá trás, na eleição de 2010, que Armando era o melhor nome para Pernambuco ter lá no Senado”, destacou Demóstenes Meira. “Como é que, em quatro anos, Armando não presta mais, depois de Eduardo ter vindo aqui a Camaragibe me pedir para ajudar a eleger o senador?”, questionou.
 
Demóstenes Meira, que recebeu mais de 37 mil votos na eleição de 2012, lembrou que há 20 dias esteve reunido com Armando Monteiro, em Brasília, e lá selou a aliança. “Armando, o senhor pode ter certeza de que vai ter um exército aqui de Camaragibe”, garantiu o socialista.
 
Reforçando o alinhamento com a presidente Dilma Rousseff (PT), Armando Monteiro detalhou as ações realizadas pelo governo federal em Camaragibe, ressaltando os investimentos da União no município. O petebista também lembrou as políticas públicas instituídas em favor de Pernambuco desde 2003, com a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Armando afirmou que, se eleito, pretende fazer um governo parceiro de Camaragibe. “Vamos definir uma pauta de ações seguindo uma visão integrada de que o município precisa se inserir nessa questão e no planejamento metropolitano”, afirmou o petebista.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.