29 de julho de 2016 às 10:28h

Lula vai a ONU buscar defesa contra Sergio Moro

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi à ONU em busca de defesa para parara as investigações do juiz Sérgio Moro. Nessa quinta-feira (28), os advogados dele protocolaram uma petição no Comitê de Direitos Humanos da ONU, em Genebra. O documento foi subscrito pelo escritório Teixeira, Martins & Advogados e pelo advogado Geoffrey Robertson, do escritório londrino Doughty Street Chambers.

De acordo com a defesa, a petição lista violações ao Pacto de Direitos Políticos e Civis adotado pela ONU, praticadas pelo juiz Sergio Moro e pelos procuradores da Operação Lava-Jato contra Lula. Entre elas: (a) proteção contra prisão ou detenção arbitrária (Artigo 9º); (b) direito de ser presumido inocente até que se prove a culpa na forma da lei (Artigo 14); (c) proteção contra interferências arbitrárias ou ilegais na privacidade, família, lar ou correspondência e contra ofensas ilegais à honra e à reputação (Artigo 17); e, ainda, (d) do direito a um tribunal independente e imparcial (Artigo 14).

 
A ação pede ao Conselho que se pronuncie sobre as arbitrariedades praticadas pelo Juiz Sergio Moro contra Lula, seus familiares, colaboradores e advogados.

 

 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.