8 de janeiro de 2014 às 07:28h

Maiores envolvidos em confusão no Case de Caruaru são transferidos para penitenciária

.

.


 
Após a rebelião no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Caruaru no final da tarde desta segunda-feira (6), a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) informou que cinco dos envolvidos na confusão, todos maiores de idade, foram encaminhados à Penitenciária Juiz Plácido de Souza (PJPS). Os adolescentes foram autuados por homicídio e dano ao patrimônio público. Durante a rebelião, um adolescente de 15 anos foi morto.
 
Além desses cinco jovens autuados, outros três envolvidos na confusão, estes menores de 18 anos, foram lavrados pelos mesmos atos. No caso dos menores, as medidas socioeducativas serão reavaliadas.
 
Depois de ter a situação controlada, a Funase explicou que sete internos das Casa 2, primeiro, e depois da Casa 1, se envolveram numa briga. O jovem de 15 anos morto era de Bezerros e cumpria a medida socioeducativa no local desde maio de 2013.
 
Colchões foram queimados durante a briga. As causas da confusão vão ser investigadas pela polícia e a Corregedoria da Funase abrirá uma sindicância interna para apurar os fatos.
 
Um engenheiro e uma arquiteta da Funase foram até o Case de Caruaru, na manhã desta terça-feira (7) para dar continuidade ao projeto de adequações a serem desenvolvidas no local. Os profissionais já estavam fazendo levantamento para modificações na estrutura física da unidade desde dezembro de 2013. Junto com eles, representantes da Secretaria da Criança e da Juventude do Estado foram ao centro.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.