24 de setembro de 2015 às 15:18h

Marina Silva consegue registro da Rede e ganha filiação honorária do PSB

Marina e PSB
 
A ex-senadora Marina Silva conseguiu oficialmente o registro da Rede Sustentabilidade e fez uma visita de cortesia ao PSB para anunciar a desfiliação e agradecer a acolhida do PSB para que pudesse disputar a eleição para a Presidência da República no ano passado.
 
No encontro, Marina entregou uma carta ao presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, pedindo a desfiliação e agradecendo ao PSB por ter sido recebida depois que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou o registro à Rede em 2013. Emocionada, a ex-senadora lembrou que, apesar disso, o então candidato Eduardo Campos reconheceu a Rede como um partido político.
 
“Vocês possibilitaram uma inserção política na conjuntura nacional como um partido político sem ser um partido político. Fizeram uma aliança conosco sem que tivéssemos como aportar sequer um segundo de televisão ou qualquer estrutura, que não tínhamos, mas em torno de ideias e de um programa”, reconheceu.
 
Ao receber a carta, Siqueira convidou Marina e a direção da Rede para que sejam filiados honorários do partido. “Todos vocês, da direção da Rede, que estiveram conosco serão nossos filiados honorários sempre”, disse Siqueira.
 
Vice de Marina nas eleições do ano passado, Beto Albuquerque foi convidado para também ser um filiado honorário à Rede Sustentabilidade. “A passagem de vocês no PSB era uma coisa combinada, inédita e madura, que foi construída pelo Eduardo e por todos nós. E quero que a gente siga junto”, disse Albuquerque.
 
“O PSB nos acolheu num momento de trauma, em que as expectativas se estreitaram e os horizontes ficaram turvos. A ousadia de Eduardo e do PSB, reconhecendo a Rede como partido de fato, embora ainda não de direito, e a abrigando por meio de filiações cívicas, foi generosa e solidária, para além da estratégia política de interesse comum. Fizemos juntos, e com os demais partidos da coligação, da melhor maneira possível, o exercício inovador de construir uma aliança com base em compromissos e propostas para o pais, o que nos possibilitou promover o encontro e explicitar a unicidade das agendas da sustentabilidade, da justiça social e da autonomia do Estado.
 
Houve dificuldades, sim, mas entendo que os ganhos desse processo foram muito maiores e nos transformam em co-autores de uma experiência concreta e ao mesmo tempo visionária que começa a puxar o fio da meada da verdadeira
mudança da política brasileira”, diz um Marina num trecho da carta.
 
Também participaram da reunião o presidente da Fundação João Mangabeira, Renato Casagrande, Bazileu Margarido e Gabriela Batista, porta-vozes da Rede Sustentabilidade, Sérgio Xavier, membro da Executiva do partido, e Pedro Ivo, coordenador nacional de Organização da Rede.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.