13 de setembro de 2013 às 14:38h

“Eu tenho o sonho sim de administrar Caruaru”, afirma Laura Gomes

Laura Gomes em debate com Arnaldo Dantas e Igor Maciel

Laura Gomes em debate com Arnaldo Dantas e Igor Maciel

 

Nesta sexta-feira (13), o debate veiculado na Rádio Jornal foi com a secretária de Direitos Humanos de Pernambuco, Laura Gomes (PSB), e o cientista social Arnaldo Dantas, sobre as dificuldades enfrentadas nas unidades carcerárias do Estado.

 
Laura afirmou que, apesar das reformas, os presídios continuam superlotados, mas que também é necessário olhar outras dificuldades do sistema. “Se a gente for pensar em política pública olhando só a questão de vagas para prender você não está fazendo nada, até porque não dá pra acompanhar”, ressaltou.

 
A secretária falou ainda especificamente sobre o presídio Juiz Plácido de Souza, em Caruaru, que será ampliado e, mesmo assim, continuará com lotação acima da capacidade. “Especialmente o Juiz Plácido de Souza vai passar por uma ampliação, para isso desapropriamos os dois imóveis que ficam ao lado, no valor de R$2,6 milhões”, informou.

 
Laura Gomes disse ainda que a cadeia pública de Santa Cruz do Capibaribe também será finalizada, após uma série de problemas, uma nova construtora está terminando a obra. E citou exemplos de outras cidades que, apesar de terem novas unidades, já possui uma população maior que a capacidade e que, a grande maioria dos presos, estão lá por tráfico de drogas.

 
A secretária de Direitos Humanos informou também que já funciona em Caruaru o Centro de Penas de Medidas Alternativas, que cuida de “delitos de menor potencial que não precisam estar no sistema penitenciário” e está em andamento o Centro de Mediação de Conflitos.

 
Sobre a questão política visando 2014, a socialista disse que é candidatada á reeleição e que se sente “qualificada, me sinto fortalecida de buscar o processo de reeleição”, mas que se o partido designar outra função cumprirá, fará o que o PSB quiser.

 
Sobre uma eventual disputa à Prefeitura de Caruaru, ressaltou os momentos históricos vividos e os trabalhos já realizados, e questionou “Eu tenho o sonho sim de administrar Caruaru. Quem não tem o sonho de governar Caruaru? Mas a gente tem que saber o momento, qual a conjuntura que favorece, ninguém é candidato de si mesmo, tem que ser um conjunto”, finalizou.

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.