23 de setembro de 2014 às 16:53h

Movimento Nascer Bem em Caruaru é apresentado à imprensa

foto (1) (2)
 
A Secretaria de Saúde e a Secretaria de Comunicação apresentaram à imprensa o “Movimento Nascer Bem em Caruaru” nesta última segunda-feira (22). Durante o encontro, o vice-coordenador do curso de medicina da UFPE e assessor técnico da Saúde, Izaías Júnior, mostrou dados que apontam o Brasil como campeão em partos cesáreos, na contramão dos países que alcançaram altos patamares de saúde, como Inglaterra e Canadá os quais priorizam os partos normais. “Esses números são preocupantes, porque a OMS determina que 15% dos partos, em um país, sejam cesáreos e, ano passado, foram mais de 50%.”, enfatizou.
 
O Movimento Nascer Bem em Caruaru tem como principal objetivo a humanização do parto e do nascimento, garantindo satisfação às mulheres, familiares e trabalhadores da Saúde, além de incentivar a prática do parto normal. O projeto se tornará uma política de Estado e envolverá nas discussões diversos setores da sociedade, como imprensa, Controle Social (Conselhos de Saúde, da Mulher e da Criança), Ministério Público, empresários e Universidades. “Queremos que esse movimento ganhe corpo e status de cidadania plena, garantindo que as mulheres e as crianças desta cidade sejam cuidadas com toda responsabilidade, carinho e respeito que merecem.”, afirmou Izaías.
 
De acordo com Aparecida Souza, Secretária de Saúde, várias ações já estão sendo implementadas e outras serão executadas paulatinamente, como o acolhimento com classificação de risco, o fluxo assistencial redesenhado, a implantação de práticas integrativas e disponibilidade de leitos para parto, pré-parto e pós parto. “Já criamos o sistema de regulação própria para as gestantes, garantindo prioridade nos serviços ofertados pelo SUS, estamos construindo um cardápio de serviços e garantias de acesso aos familiares na maternidade. O objetivo é criar as condições para que no momento do nascimento, a gestante se sinta envolvida por uma atmosfera de segurança, carinho e cuidado”, acrescentou.
 
Até o final de outubro, o Movimento será divulgado para toda a sociedade caruaruense.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.