17 de setembro de 2015 às 11:36h

MP instaura procedimentos para apuração de possíveis irregularidades na gestão de Zé Queiroz em Caruaru

No último dia 03/09 o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), através da Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania de Caruaru, instaurou quatro procedimentos para apurar possíveis irregularidades na contratação de pessoal, na paralisação das obras de creches, na paralisação de obras de quadras poliesportivas e na pavimentação de uma via principal.
 
Procedimentos
 
O procedimento 019: converte procedimento preparatória em inquérito cível, para esclarecer contratações temporárias no Caruaru Prev. O MPPE solicitou cópia da folha de pagamento doas agentes públicos, relação de todos os cargos, e locais onde os funcionários estão atuando.
 
Procedimento 020: converte procedimento preparatório em inquérito cível, para apurar possíveis irregularidades na paralisação das obras das creches nos bairros: José Carlos de Oliveira e São João da Escócia. O MP entende que o fato pode ter gerado prejuízos ao erário público.
 
Procedimento 021: instaurado para apurar irregularidades na paralisação das obras de quadras poliesportivas das Escolas Laura Florêncio (no bairro do Salgado) e Cristina Tavares (na Vila Padre Inácio). O MP também entendeu que pode ter havido prjuízos ao erário público.
 
Procedimento 022: convertido em inquérito civil, para apurar possíveis irregularidades na reconstrução da avenida principal do Distrito Industrial.
 
O Promotor responsável pela instauração dos inquéritos civis, é o Dr Marcus Alexandre Tieppo Rodrigues.
 
Resposta da prefeitura
 
A Assessoria de Comunicação da prefeitura informou que o município não foi citado oficialmente no inquérito e que não recebeu o processo oficialmente, sendo necessário o encaminhamento do procedimento para a procuradoria para que a prefeitura possa então prestar esclarecimento sobre o fato.

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.