1 de dezembro de 2017 às 09:53h

MPPE investiga contratos irregulares da Prefeitura de Caruaru

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) instaurou um inquérito civil para investigar supostas irregularidades na locação de veículos, nomeação de cargos comissionados e aquisição de bebidas para o camarote da Prefeitura de Caruaru durante o São João 2017.
 
Entre os contratos investigados está o firmado com a Construtora J.M.V, para o fornecimento de 45 funcionários, e locação de 15 veículos tipo Caçamba, no valor total de R$ 1.170.000,00. Segundo o MPPE, o negócio configuraria nepotismo, já que a contratação foi feita por meio de dispensa de licitação.
 
Outro problema encontrado pelos promotores foi que a empresa contratada não possui veículos de grande porte, como a caçamba, ou motoristas/operadores dessas máquinas, conforme depoimento da sócia-administradora da empresa contratada, Maria Ferreira de Lima, à Promotoria de Justiça.
 
Os veículos teriam sublocados da Construtora Salustiano e os documentos de diversos caminhões e três notas fiscais de tratores em nome de diversos proprietários, configurando o conhecimento por parte da Prefeitura sobre a irregularidade. Além disso, MPPE esclarece que o DETRAN/PE, no ofício 080/2017, informou que diversos veículos contratados pelo município estão irregulares, não estando licenciados ou sequer sendo caçambas, possuindo inclusive, o veículo placa JJZ-3436, restrição de imediato recolhimento 
impedindo a livre circulação.
 
Em nota a Prefeitura alegou que “repudia com veemência a denúncia anônima feita ao Ministério Público, de conteúdo eleitoreiro, com único propósito de atingir a atual e inovadora gestão do Município”. E que contratação sem licitação “se deu no processo de transição da gestão e tinha como objetivo recolher as metralhas que estavam espalhadas por toda a cidade no início do ano”.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.