10 de setembro de 2015 às 10:43h

MPT discute condições de trabalho nas academias de ginástica em Caruaru

Fraudes trabalhistas nas academias de ginástica de Caruaru serão investigadas pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco, que realizará no dia 14 de setembro, uma audiência coletiva para discutir as condições de trabalho dos educadores físicos nos estabelecimentos. O encontro será no dia 14 de setembro, às 14h, no auditório da Gerência Regional do Trabalho e Emprego (GRTE) de Caruaru.
 
De acordo com o MPT, a maioria das academias burla à legislação que trata do exercício profissional por pessoa devidamente habilitada. Entre as principais irregularidades trabalhistas estão a descaracterização da relação de emprego, por meio de contratos de prestação de serviços e autônomos, e o desvirtuamento de estágio, utilizado como forma de baratear a mão de obra.
 
Cerca de 100 academias da cidade foram convocadas a participar da audiência, além do Conselho Regional de Educação Física (CREF) da 12ª Região, responsável pela atividade nos estados de Pernambuco e Alagoas; Ministério do Trabalho e Emprego (MTE); Vigilância Sanitária; Asces e Unifavip.
 


Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.