27 de junho de 2017 às 09:50h

OAB Pernambuco criará selo ambiental e protocolo de sustentabilidade


A OAB Pernambuco anunciou um protocolo próprio de sustentabilidade e racionalização do uso de materiais e serviços. Ele será aplicado na sede da Seccional e nas 25 Subseções em funcionamento no estado. Além disso, haverá ainda a instituição de um Selo que será concedido às sociedades advocatícias, melhorando a eficiência e reduzindo o impacto ambiental gerado por elas nas suas atividades.
 
“A criação do Selo OAB Ambiental pretende incentivar e disseminar o desenvolvimento e a implantação de boas práticas de responsabilidade ambiental na OAB Pernambuco e nos mais de mil escritórios de advocacia existentes no estado. Também queremos sensibilizar e capacitar os operadores jurídicos em relação à gestão socioambiental e o Selo chancelará aqueles que aderirem à proposta e cumprirem o compromisso firmado”, explicou o presidente da Ordem no estado, Ronnie Preuss Duarte.
 

A redução de resíduos sólidos e a utilização de produtos que causem menos danos ao meio ambiente estão entre os objetivos a serem buscados pela OAB-PE com a novidade. Para isso, de maneira estratégica, a Ordem deverá adotar medidas como implantação de coleta seletiva, eliminação do uso de copos descartáveis por parte de funcionários e aquisição de papel certificado para a impressão de documentos e cópias, entre outras ações.
 
A entidade também analisa a destinação de material reciclável a cooperativas legalizadas, instalação de sensores de presença para diminuição no consumo de energia elétrica, elaboração de programa contra desperdício de recursos, capacitação dos corpos gerencial e funcional e realização de parcerias com entidades do setor ambiental. A nova sede da OAB Pernambuco, atualmente em fase de conclusão, já obedecerá ao novo padrão de diretrizes em construção.
 


Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.