31 de julho de 2014 às 08:45h

Oito dias da morte de Ariano serão lembrados com espetáculo em Caruaru

Nesta sexta, 01, completam oito dias que o escritor, dramaturgo, poeta e membro da Academia Brasileira de Letras, Ariano Suassuna, faleceu, após complicações causadas por um AVC. Em lembrança à data e em homenagem ao legado por ele deixado, será realizada, a partir das 18h, no Marco Zero, a encenação da peça “Auto da Compadecida”.
 
A peça será encenada por 15 atores que compõem o Centro Experimental de Artes de Caruaru – TEA e tem apoio da Fundação de Cultura e Turismo. Quem tiver interesse em prestar mais uma homenagem ao pernambucano de sentimento, pode comparecer. A entrada é franca.
 
Entre as principais obras de Ariano, estão: “Uma mulher vestida de Sol” (1947); “Cantam as harpas de Sião ou O desertor de Princesa” (1948); “Os homens de barro” (1949); “Auto de João da Cruz” (1950); “Torturas de um coração” (1951); “O arco desolado” (1952); “O castigo da soberba” (1953); “O Rico Avarento” (1954); “Auto da Compadecida” (1955); “O castigo da Soberba”.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.