4 de novembro de 2016 às 11:19h

Oposição quer esclarecimentos sobre suposto uso da Casa Militar

Apesar das negativas da Casa Militar, o deputado Silvio Costa Filho, líder da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco, quer apurações sobre as declarações do advogado Antônio Campos (PSB), que disputou a Prefeitura de Olinda, sobre ter sido “monitorado” pela Segunda Seção da Casa Militar do Governo de Pernambuco, durante a campanha no município.
 
A prática é ilícita de acordo com a legislação eleitoral em vigor. O órgão deve atender demandas institucionais do Poder Executivo e não pode estar sujeito a interesses políticos, partidários ou familiares.
 
Para Silvio, a acusação de Antônio Campos é grave e exige explicações. “O Governo do Estado precisa se manifestar. Afinal, se houve o uso da Casa Militar para espionar o irmão do ex-governador, esse artifício põe em risco qualquer cidadão que tenha qualquer divergência com a administração estadual”, disse o parlamentar.
 


Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.