20 de março de 2014 às 07:54h

Parceiro do Blog de Igor Maciel, NE10 conquista prêmio Tim Lopes com especial sobre Caruaru

f919be2c672f5e750ea3526771bed940
 
O caderno especial Os meninos do Brasil e o webdocumentário Pelo menos um, do Jornal do Commercio e do Portal NE10, conquistaram o Prêmio Tim Lopes de Jornalismo Investigativo na categoria Direitos Humanos. O material compõe um projeto multimídia desenvolvido pela repórter Ciara Carvalho, do JC, em parceria com a editora do NE10 Julliana de Melo. O NE10 também venceu a categoria Internet, com o especial Cisternas da discórdia, dos repórteres Mariana Dantas e Wladmir Paulino, sobre atrasos na entrega das cisternas de polietileno, financiadas pelo governo federal.
 
Os meninos do Brasil e Pelo menos um contam a história de vida de 25 jovens atendidos pelo Centro de Educação Popular Comunidade Viva (Comviva), em Caruaru, no Agreste do Estado, uma década depois de terem deixado a instituição.
 
O projeto traz à tona experiências marcadas por exclusão, violência e morte. No impresso, elas são contadas separadamente. O webdocumentário vai além. Não se detém aos problemas. “Nós tínhamos a preocupação de não afundar na tristeza, mas mostrar que o caminho era a educação. Tanto que pelo menos um, e daí o nome, conseguiu vencer pela educação. É ele quem costura as histórias dele e dos demais”, explicou Ciara Carvalho.
 
Recursos interativos e gráficos animados compõem o trabalho, que possui ainda um livro digital, diagramado por Karla Tenório, do JC. Marcelo Lordello, diretor de cinema, foi convidado para ajudar na construção da narrativa, editando as imagens.
 
“Para nós, jornalistas, ganhar o Tim Lopes é um reconhecimento de trabalho voltado para minorias para revelar histórias que no nosso cotidiano não é possivel, dando voz e espaço a essas pessoas”, destacou Julliana de Melo. O webdocumentário foi vencedor, ainda, do Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos na categoria Internet e o caderno especial foi finalista do Prêmio Esso no ano passado.
 
Para mostrar a trajetória desses jovens que continuam à margem da sociedade, o material multimídia experimenta um novo tipo de narrativa. Dividido em três episódios, o material tem como elemento principal o vídeo, cujas imagens foram captadas pela fotógrafa Hélia Scheppa. O projeto contou com design de Bruno de Carvalho (NE10) e fotos de Hélia Scheppa (JC Imagem).
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.