20 de junho de 2014 às 09:03h

Paulo Câmara e FBC teriam conseguido adiar definição do PDT em Pernambuco

Do Blog de Jamildo
 
No dia em que o presidente nacional do PDT Carlos Lupi comunicou ao partido em Pernambuco a decisão de apoiar a candidatura do senador Armando Monteiro Neto (PTB), numa flexibilização do apoio nacional concedido à presidente Dilma Rousseff (PT), que apoia Armando no Estado, o PSB teria conseguido adiar até o dia 30 a decisão pedetista, abrindo espaço para que a legenda fique na aliança do ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB).
 
Fontes na campanha socialista informaram que Câmara e o candidato a senador na aliança, o ex-ministro da Integração Fernando Bezerra Coelho (PSB), e o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), foram convocados ao Rio de Janeiro para uma conversa com Lupi na tarde dessa quinta-feira (19). A reunião teria ocorrido no final da noite e o presidente do PDT havia garantido que qualquer informação de apoio do PDT antes do dia 30 não passaria de especulação.
 
Além disso, Lupi estaria ouvindo o partido sobre o nome que indicaria para a vice de Armando. Apesar do deputado federal Paulo Rubem ter se engajado desde o início no apoio ao PTB, a tendência majoritária do partido seria indicar o nome da vereadora Isabella de Roldão, que teria mais capacidade de unir a legenda.
 
O prazo do dia 30, dado por Lupi ao PSB, representa o último dia para realização das convenções partidárias. A data é um dia depois da convenção do PTB que homologará a candidatura de Armando ao Governo e do deputado federal João Paulo (PT) ao Senado, no dia 29, em Caruaru.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.