19 de novembro de 2014 às 08:37h

Paulo Câmara precisa de dinheiro pra governar em 2015 e… foi pedir aos deputados

Paulo-com-a-bancada-federal_03
 
Do Blog de Jamildo
 
Antes de assumir, Paulo Câmara (PSB) já começou a fazer pedidos à bancada federal. Em reunião nesta terça-feira (18) com 16 deputados da legislação atual, dos quais nove foram reeleitos, o socialista já apresentou sugestões de seis emendas parlamentares para Pernambuco, entre recursos para duplicação de rodovias, construção de hospitais e de uma barragem. O valor total é de R$ 1,645 bilhão no ao Orçamento Geral da União (OGU) de 2015.
 
A verba para a duplicação da BR-232 entre São Caetano e Arcoverde, entre o Agreste e o Sertão de Pernambuco, foi definida como uma das quatro emendas prioritárias apresentadas. Essa seria a verba com maior orçamento, de R$ 680 milhões, com contrapartida do Governo do Estado de R$ 68 milhões.
 
A duplicação de 43 quilômetros da BR-408, entre Carpina e Timbaúba, na Zona da Mata, foi definida como proposta extra. A ação demandaria R$ 320 milhões e contrapartida de R$ 32 milhões.
 
Com o segundo maior custo, de R$ 360 milhões e complemento de R$ 36 milhões, a construção da Barragem Engenho Maranhão, em Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife, é a segunda na lista de principais sugestões do governador eleito. Essa é a única de recursos hídricos entre as propostas.
 
As outras três demandas são para a saúde, duas para a capital e a outra para o interior, embora um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU), recebido pelo socialista nessa segunda-feira (17), aponte que mais investimentos precisam ser destinados à região menos favorecida.
 
Paulo Câmara quer R$ 120 milhões para construir o Hospital Geral do Sertão, em Serra Talhada, além da contrapartida de R$ 15 milhões. Os recursos seriam os mesmos para erguer o Hospital Geral de Cirurgias, na capital pernambucana. Mais R$ 45 milhões foram demandados para ampliação, reforma e equipagem do Hospital Barão de Lucena, referência no atendimento de gestantes no Recife, com investimento estadual de R$ 5 milhões.
 
PARLAMENTARES – Os deputados federais que continuarão na Câmara no próximo ano e participaram da reunião são Luciana Santos (PC do B), Gonzaga Patriota (PSB), Danilo Cabral (PSB), Wolney Queiroz (PDT), Fernando Filho (PSB), Bruno Araújo (PSDB), André de Paula (PSD), Jorge Corte Real (PTB) e Sílvio Costa (PSC). Não foram reeleitos Pedro Eugênio (PT), Inocêncio Oliveira (PR), José Chaves (PTB), Augusto Coutinho (SD), João Paulo (PT), Roberto Teixeira (PP) e Pastor Vilalba (PP).
 
O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), eleito deputado federal, e os deputados Carlos Eduardo Cadoca (PC do B), que perdeu as eleições, e Pastor Eurico (PSB), segundo mais votado no pleito, estão em viagem oficial e não participaram da reunião. No total, Pernambuco tem 25 deputados federais.
 
Paulo Câmara levou para a reunião o seu vice, Raul Henry (PMDB); o senador eleito Fernando Bezerra Coelho (PSB); e o secretário estadual da Casa Civil, Luciano Vasquez.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.