4 de fevereiro de 2014 às 08:27h

Perímetro de Moxotó terá agricultura irrigada revitalizada

1799007_420997634697988_1249144670_o
 
O perímetro irrigado de Moxotó, localizado nos municípios de Ibimirim e Inajá, no sertão de Pernambuco, receberá R$ 50 milhões para ações de revitalização em 12.682 hectares. O objetivo é beneficiar mais de mil famílias de pequenos produtores familiares, gerando emprego, renda e qualidade vida.
 
O plano para a modernização do perímetro tem várias frentes. Haverá o ingresso de novas áreas ao processo produtivo, o desassoreamento do Rio Moxotó e a recuperação de áreas com problemas de salinização e da rede de drenagem. O trabalho terá como resultado o aumento na produtividade e por volume de água.
 
O sistema de irrigação por superfície será substituído por sistemas localizados de gotejamento e microaspersão. A modernização do perímetro proporcionará uma redução da ordem de 50% dos volumes de água utilizados na produção agrícola. Além da sustentabilidade ambiental, a nova tecnologia possibilitará a produção intensiva de culturas de maior valor agregado, com a geração de 25 mil empregos diretos e indiretos e elevação do nível de renda dos produtores.
 
O Programa Mais Irrigação, gerenciado pelo Ministério da Integração Nacional, por meio da Secretaria Nacional de Irrigação (Senir), irá investir, inicialmente, R$ 50 milhões para a revitalização de um projeto construído pelo Departamento Nacional de Obras contra as Secas (Dnocs). A maior parte dos investimentos será destinada à modernização da infraestrutura de irrigação, no valor de R$ 38 milhões. O projeto de revitalização do perímetro também prevê a prestação de assistência técnica aos produtores, inicialmente por três anos, envolvendo recursos de R$ 5,3 milhões.
 
“Esse projeto é considerado o indutor do processo de desenvolvimento de uma região, com tecnologia de ponta que proporcionará tanto a revitalização de solos e seu retorno ao processo produtivo, quanto o aproveitamento do potencial das áreas para a irrigação. Assim, amplia-se o alcance social a partir do assentamento de novas famílias de pequenos agricultores”, ressalta Kátia Távora, chefe do setor de operações agrícolas do Dnocs em Pernambuco.
 
De acordo com o secretário nacional de Irrigação, Miguel Ivan, para o perímetro de Moxotó também está previsto a regularização fundiária para emissão dos contratos de Cessão de Direito Real de Uso (CDRU). “A CDRU segue o modelo da nova Política Nacional de Irrigação e garante o uso produtivo da terra em perímetros públicos de irrigação”, conclui.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.