31 de Janeiro de 2017 às 16:23h

Pernambuco está derrotado no PSB

Com um governado inexpressivo dentro do partido e sem de fato apoiar o candidato do Estado, o pernambucano Tadeu Alencar (PSB) foi a representação do espaço que Pernambuco tem dentro do Partido Socialista Brasileiro após a morte de Eduardo Campos: nenhuma.
 
Alencar era o líder em exercício do partido e disputada uma efetivação. Ele perdeu o cargo nessa segunda-feira (30), para a deputada Tereza Cristina (MS). Ela assume a liderança da bancada socialista no lugar do deputado Paulo Foletto (ES). Em outubro do último ano, Foletto ficou afastado da Casa por motivo de saúde e, neste período, o vice-líder da bancada Tadeu Alencar (PE) exerceu a função.
 
Poucos dias antes da eleição, único a sair em defesa do colega de partido e de Estado, Danilo Cabral chegou a fazer uma discreta campanha por Alencar e a dizer que ela tinha chances de vitória. “Se formos para o bate-chapa, acreditamos que Tadeu tem todas as condições de sair vitorioso”, opinou Danilo.
 
À frente da Liderança, Tereza Cristina afirmou que este é um momento de união e de fortalecimento da Legenda na Câmara. “Temos uma bancada aguerrida, que joga franco e discute todos os assuntos com profundidade e coerência.” Tereza Cristina reforçou a necessidade de apoio de todos os parlamentares neste ano que terá votações de extrema relevância para todos os brasileiros.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.