12 de novembro de 2014 às 12:00h

Polo de confecções do Agreste deve receber incentivo do Ministério da Integração

douglas11
 
Do Blog de Jamildo
 
O Ministério da Integração Nacional vai analisar a inclusão do Polo de Confecções do Agreste no seu programa Rotas de Integração Nacional, conforme acerto feito, nesta terça-feira (11), entre o senador Douglas Cintra (PTB-PE), suplente de Armando Monteiro Neto, e o coordenador geral de Programas Sub Regionais, Marcos de Sant’Ana, em reunião no Ministério.
 
A provável inclusão do polo no programa, explicou Cintra, significa o apoio do Ministério e de outros órgãos federais a projetos de inovação, pesquisa, financiamento e comercialização. O Polo de Confecções possui 18.800 unidades produtoras, fabrica 850 milhões de peças de roupa por ano e emprega 130 mil pessoas em 10 municípios do agreste pernambucano.
 
O programa Rotas de Integração Nacional beneficia os APLs (Arranjos Produtivos Locais), aglomerados de empresas de um mesmo setor localizadas em território específico que cooperam entre si. Estão incluídos no programa, até agora, a Rota do Cordeiro, no semiárido nordestino; a Rota da Fruta, no Nordeste, Norte e Sul; a Rota do Peixe, no Norte e Nordeste, e a Rota do Mel, também no Nordeste.
 
Para participar do programa, o polo tem de promover a absorção de mão de obra de baixa renda, possuir representatividade regional, apresentar potencial de crescimento do setor a que está vinculado e de inovação tecnológica, entre outros critérios.
 
O Rotas de Integração Nacional pode beneficiar, também, obras de infraestrutura, como a conclusão da duplicação da BR 104 até o distrito de Pão de Açúcar, em Taquaritinga do Norte, lembrou o senador caruaruense.
 
“O Polo é um importantíssimo fator de interiorização do desenvolvimento e precisa ter medidas de incentivo de todos os níveis de governo, tanto o municipal quanto o estadual e o federal”, enfatizou Douglas Cintra após a reunião no Ministério da Integração Nacional.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.