24 de novembro de 2015 às 08:29h

Prefeitura de Caruaru é a única do País a receber o Prêmio Direitos Humanos

IMG-20151123-WA0116
 
Foi divulgado nessa segunda-feira (23) o resultado da 21ª Edição do Prêmio Direitos Humanos, que é uma iniciativa da Secretaria de Direitos Humanos, do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos. Foram 18 concorrentes e a Prefeitura de Caruaru foi a única prefeitura do País dentre os vitoriosos. A cerimônia de premiação será no dia 10 de dezembro.
 
A Prefeitura de Caruaru foi eleita pelo case do sucesso “Selo Nacional de Acessibilidade: Gabinete Digital da Prefeitura Municipal de Caruaru”, que levou acessibilidade ao público surdo da cidade, durante o São João de Caruaru. Antes dos festejos juninos, a Secretaria de Participação Social convidou representantes da comunidade surda para dialogar sobre melhorias durante a festa. Uma das sugestões foi a transmissão de alguns shows, durantes os finais de semana, com um intérprete de Libras no telão. Além disso, a grade de shows da noite era postada no Gabinete Digital para que os surdos pudessem votar e escolher qual show teria tradução simultânea. A ação ficou sob responsabilidade do intérprete Álvaro Bezerra, colaborar da Prefeitura de Caruaru.
 
O prefeito de Caruaru, José Queiroz, comemorou o resultado. “Demos início a essas ações de inclusão no São João com o camarote da acessibilidade, em parceria com o Governo do Estado. Ano a ano, vamos aperfeiçoando as ferramentas de inclusão e agora recebemos o reconhecimento nacionalmente”.
 
De acordo com a Secretaria de Direitos Humanos, “O Prêmio Direitos Humanos é a mais alta condecoração do governo brasileiro a pessoas físicas ou jurídicas que desenvolvam ações de destaque na área dos Direitos Humanos. A premiação é um importante elemento de Educação em Direitos Humanos pela sua capacidade de colaborar para a construção de uma cultura de paz na sociedade. Ano a ano as categorias do Prêmio são definidas em conformidade com a própria evolução da conquista dos Direitos Humanos no Brasil e no mundo. Para estabelecer a necessidade de inclusão ou supressão de algumas categorias, também são consideradas anualmente as demandas atuais das temáticas envolvidas na premiação”.
 


Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.