20 de novembro de 2014 às 08:15h

Prevenção ainda é a melhor arma contra o câncer de próstata, alerta médico

DR. RODOLFO SANTIAGO
 
Depois do “Outubro Rosa” alertar as mulheres para os cuidados com a prevenção do câncer de mama, o “Novembro Azul” chega para alertar os homens quanto aos cuidados com o câncer de próstata. Durante todo esse mês milhares de ações devem ser realizadas em todo o mundo para lembrar a importância de se fazer exames preventivos e evitar a doença que está entre as que mais matam.
 
O médico urologista do Hospital Santa Efigênia, Dr. Rodolfo Santiago, explica que a próstata tem uma função importante no corpo. “É um órgão integrante do sistema reprodutor do homem. Ela é do tamanho aproximado de uma castanha do Pará, localiza-se logo abaixo da Bexiga circundando a uretra, por diante do reto, e tem por função a nutrição e proteção dos espermatozoides”, diz.
 
No Brasil são registrados 50 mil casos de câncer de próstata por ano, 95% deles em homens com idades entre 45 e 89 anos. No ano de 2012, por exemplo, treze mil mortes foram registradas apenas no Brasil. Apesar de ser uma doença grave, Dr. Rodolfo explica que o tratamento garante boas chances de cura. “O câncer da próstata em sua fase inicial, menor que 8 mm, é uma doença limitada a próstata e pode ser tratado de maneira radical, livrando o paciente totalmente da doença. A melhor opção é a cirurgia Prostatectomia Radical por videolaparoscopia com cura de 98% dos casos. Outra opção é a Radioterapia Conformacional, para os que não podem ser submetidos ao tratamento cirúrgico ou fazem esta opção de tratamento”, afirma.
 
Alguns médicos dizem que ter uma alimentação balanceada e praticar exercícios físicos ajuda a afastar o risco de ter a doença, mas o Dr. Rodolfo reforça que o melhor remédio é a prevenção. “A visita anual ao urologista para prevenção da doença, deve se iniciar aos 50 anos quando se trata de do homem de cor branca. Sendo o nosso povo uma mistura de raças, sugiro exames regulares após 45 anos. Se a pessoa tem algum parente próximo que teve a doença, ele deve iniciar essa visita anual ao urologista aos 40 anos”, recomenda.
 

Comentários


Você pode reproduzir esta matéria, desde que seja citada a fonte.